domingo, 27 de fevereiro de 2011



Interessa aos bandidos o massacre de policiais que atuam e erram em serviço. Comparar policiais aos bandidos porque , na refrega com arruaceiros ( no mínimo ) acabam atingindo um deles, é dar corda para este tipo de gente.

Uma pessoa que cumpre sua obrigação com lisura e erra em situação de estresse não pode ser tratada como essa gente que não respeita nada. É como o médico que erra e tem o paciente morto em situação emergente.

A morte havida na favela do bairro da Serra em Belo Horizonte- MG não foi meramente um acaso. A bandidagem desce ou sobe daquela favela como caudais de crimes e nada é feito pelo poder público. Demorou haver um final destes: Tiros e mortes de gente na refrega.

Um bairro tradicional, bonito, com gente boa vai sendo deixado para trás por quem quer viver em lugar saudável. Em vez de responsabilizar os policiais a ponto de um deles não suportar o que a imprensa disse sobre ele e matar-se, deviam virar suas metralhadoras giratórias para quem é o verdadeiro responsável.
Depois, ainda aparece quem defenda uma imprensa boquirrota. Escrevem e falam o que lhes dá na telha e , depois, ninguém responde por isto.
A bandidagem agradece.

Quer saber mais ? KLIKA


sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Café puro



Notícia boa é que o café vai ser, realmente, inspeccionado para ter qualidade de exportação. Será considerado crime contra o consumidor a mistura de impurezas.Tomara que seja o fim dos dejetos torrados junto com os grãos. Muito diferente de quando o grão é torrado na nossa frente pois o aroma, a começar, dura mais tempo no pacote.
Está na hora dos espertinhos, os riquinhos do café, integrarem-se n nova forma de respeitar o povo e ter o seu dinheiro ganho honestamente. Mais? KLIKA

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Sexo, maternidade, adolescente, educação



Minha vizinha ingressou no mecado de trabalho. Adapta-se ao seu primeiro emprego em uma clínica médica. Esta clínica tem convênio com a prefeitura. Foi o quanto bastou para perceber, em poucos dias, como anda a educação sexual do povo da periferia. Está horrorizada com o número de adolescentes grávidas em Guarapari-ES.

A prefeitura não tem qualquer programa de orientação sexual, paga os exames, o pré-natal, lava as mãos.

O perfil das moças é sempre o mesmo: roupas curtíssimas, cabelos alisados, unhas pintadas de cores exóticas, comportamento sem compostura. Aparecem para as consultas sozinhas ou com amigas. O rapaz não comparece. Não há orientação ou encaminhamento para explicar seja o que for para estas meninas. Chamar à razão.

Fazer um programa de assistência à saúde com convênios e prestação de serviço à população é uma boa medida mas é fundamental que haja reuniões onde sejam debatidas as razões da doença, do atendimento, do comportamento dessas pessoas e que levou à procura do serviço médico. O poder público não tem nenhuma noção de prestação da educação da população e só leva em conta a escola formal.

Depois , ainda tem gente pregando a discriminalização do aborto. Até começo a entender a razão do discurso. Será uma forma de controle da natalidade destas camadas que não se aprimoram e vivem com a sexualidade à toda brida.


segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Invenções argentinas


Existe um documentário com o título: Descobriendo La Argentina Insolita - Inventos Argentinos. Nele, mostra que existe na Argentina uma Academia de Inventores, sediada em Buenos Aires.

Então, fiquei sabendo que a caneta esferográfica, inclusive com clic, foi invenção de um argentino. Ele acabou vendendo sua invenção para a BIC.
Outra invenção foi o ônibus. A idéia de um carro onde pudesse transportar muitas pessoas e cobrar surgiu de um argentino. Ele inventou a lotação que depois originou nos ônibus de vários tipos e que vemos hoje.

Mas a maior invenção foi a datiloscopia, isto é, a identificação através da impressão digital.O inventor era policial e custou a convencer as autoridades da eficácia de seu invento até duas moças serem assassinadas.Foi preso um vizinho mas o detetive, com o seu invento, descobriu que o autor das mortes foi a mãe das moças.

Ele viajou à Europa e EUA para divulgar o seu invento e conseguiu torná-lo uma das grandes armas na elucidação de crimes pelo mundo todo.

Estes benfeitores da humanidade deviam ter mais divulgação. Eu não consegui guardar o nome do inventores porque a reportagem passou muito rápido e no site não tem nada.Mas achei interessante sua divulgação mesmo porque há o equívoco sobre a autoria , quando ingleses e EUA se passam por seus autores.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Tortura e morte



Violência contra a mulher não é novidade. Crimes também. Nunca me esqueci de uma menina que morava em uma rua perpendicular à nossa, estuprada e morta. Eu tinha quatro anos . E, isto tem muito tempo!

No entanto, eu acho que ultimamente a coisa anda desgringolando. Não é , exatamente, a morte em si mas a morte por ser mulher. Isto é que quero destacar.

Na cidade de São Paulo as mortes e desaparecimentos de moças impressiona. Elas são torturadas de forma vil apenas por serem bonitas, poderosas e indepentendes. Os assassinos são homens próximos das vítimas e isto é usado para cooptar e cometerem os seus crimes.
Por outro lado, a justiça paulista age como se estes crimes fossem como outros quaisquer, deixando os criminosos livres ou em estado de fuga. Invariavelmente.

Aqui, neste espaço medíocre, quero prestar minha solidariedade às famílias destas moças paulistas, mortas de forma vil por homens, seus circunstantes.Quero ainda protestar pela inércia do Poder Judiciário que não manda prender os criminosos, incentivando o crime contra a mulher ao mostrar indiferença ante costumes tão bárbaros.

Urge uma mudança e a sociedade paulistana não pode ficar inerte mas exigir, das autoridades, uma atitude mais coerente com o papel da justiça.