quarta-feira, 23 de março de 2011

Nem eles

                     
No Chile, abriram para participação de jornalistas. Um deles perguntou se os EUA não pediria desculpas por ter apoiado Pinochet e sua ditadura. A resposta veio ,carregada de orgulho: Não, não pediria desculpas pois o apoio fazia parte de um contexto histórico. Depois, com sorriso benevolente, ofereceu ajuda para os ofendidos. Dinheiro, evidentemente. Desculpas? Jamais.

Tudo isto com o queixo na Lua e olhar rasteiro pois, no fundo, tem certeza que só merece loas e o jornalista foi um imprudente, um latino atrevido que ousou dar-lhe
touchèe.Afinal, se os EUA apoiaram ditaduras, azar daqueles que sofreram com elas pois apoiam ou depõem quando bem entendem.





4 comentários:

Jota Effe Esse disse...

A prova de que apoiam ou depoem quem bem quiserem são as ditaduras na Líbia, no Iraque, no Irã.., ora apoiadas, ora derrubadas. Meu beijo, Maqui.

Malena disse...

Eles apoiam ou rechassam as ditaduras de acordo com os interesses políticos e econômicos que têm naquele país. Nem os Estados Unidos nem ninguém faz algo por ser bonzinho e ter peninha dos oprimidos, nem o Brasil faria se estivesse com toda essa bola. Não defendo os EUA, nem tenho a mínima curiosidade de conhecer aquele caldeamento de culturas, mas que eles são uns sacanas competentes lá isso são.

Malena disse...

Desculpem por colocar rechaçar com "ss", detesto quando acabo me confundindo e mesmo não sendo uma expert em portugues não me perdoo por vacilar na ortografia. Já basta a confusão que foi feita na acentuação.
Obrigada.

Miguel disse...

Os interesses são os mandantes da verdadeira política externa dos EUA, e tem mais, nenhum país é suficientemente bonzinho para ser exemplo a seus pares, o poder é mais importante. Meu beijo.