sexta-feira, 15 de abril de 2011

Doença social

A onda de reações de pessoas ridicularizadas, perseguidas e atacadas começa a crescer. O matador de Realengo chegou a ter, na escola, a cabeça enfiada na latrina com descarga, enquanto os colegas riam.As autoridades da escola só souberam depois da matança.

Já noticiam outras reações.A sociedade constituída quer negar o que é. Perseguições e injúrias públicas ou pela internet, inclusive com textos violentos contra terceiros, políticos na iminência de ser concorrente, enviados por email em correntes nefastas, para mostrar poder e impor suas convicções,é mais do que bullying, é doença social grave.

O ideal, para os agressores, é que suas vítimas jamais reajam. Tem gente que está convicto que suas agressões são sempre justificadas; é em defesa de terceiros, para agredir gratuitamente ou para divertir-se e aos amigos,para mostrar  poder para a tchurma... Ora, o são com certeza, na ótica do agressor. Pois se o feitiço está virando contra o feiticeiro, também é dentro da certeza na ótica contrária.
Em uma sociedade cada vez mais violenta e doente,o pior são crimes generalizados, em todos os níveis, inclusive cometidos por antenados da internet, também  no mundo blogueiro,e que ficam na impunidade. A preguiça do poder público , por seus agentes, em tomar providências leva a sensação de impunidade. E, depois da porta aberta falam em mudanças. Duvido...

Mais uma : KLIKA

4 comentários:

C. disse...

Parece tá virando moda isso, inclusive eu nao conhecia esse termo, mas de tao "na moda" que virou o bullying, você tem que se "atualizar". A que ponto chegamos! Como dizia mamis e para sorte dela nao vê mais "Nao quero estar viva para ver onde chegaremos".

Amapola disse...

Bom dia.
Eu fiquei revoltada, porque a Escola deveria saber de tudo que acontece lá dentro. A omissão do passado, fez vítimas inocentes agora.

Gostaria que as indenizações fossem extremamante altas, para que haja uma reformulação. Para que haja disciplina nas Instituições.

Dinheiro não aliviará dor nenhuma, mas serviria de lição.

Um grande abraço.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Estou lhe seguindo.

Blog do Beagle disse...

Magui, buling é um perigo, de fato e, crianças são pervesas. Crianças quando percebem a fraqueza de outranão deixa por menos: atormenta com apelidos, gozações, xingamentos e por aí afora.
Acredito que se não há naquele que sofre o bulingdistorções psíquicas, um pouco deterapia resolve.
Quero crer que nem todos os que sofreram tornar-se-ão homicidas furiosos como esse jovem de Realengo. Bjs. Elza

Jota Effe Esse disse...

Mudanças? Só se for na casa da mãe Joana! As autoridades não estão nem aí pra bullying ou coisa que o valha. Cada um que trate de resolver o problema com o bom uso da mente. Meu beijo, Magui.