terça-feira, 23 de agosto de 2011

Deixem eles com os terremotos

O tempo por aqui, queiram ou não os catastrofistas, não tem mudado patavina. Talvez a ventania tenha sido menor porque, este ano, não choveu pelas gretas das telhas.
Já notei que depois da ventania, chove fininho e só chove pra valer dias depois. As sementes espalhadas pelo vento brotam e tudo se refaz. Aqui, a mata é refeita sem cerimônia. A natureza não sabe que não é para brotar o mato carpido mes passado.

O tempo passa e tudo envelhece mas saudade do tempo, só os humanos.



4 comentários:

Engraçadinha disse...

Não sei muito bem, mas há previsão de terremoto por essas bandas?

DO disse...

Sei não,mas te senti meio poeta hj,rsss

claudete disse...

A natureza por vezes nos mostra o lado que não é muito atraente porque nos revela o quanto somos impotentes diante dela...

Telma disse...

Oi Magui, falando em tempo, neste ano o frio arrassou por aqui, eu que gosto mais do calor e de muito sol, estou ansiosa para que comece o verão e de preferência, sem chuva, o que será difícil, pois aqui em Moçambique, Dezembro, que é o mês em que mais aquece, é também o mês em que mais chove. Um óptimo dia para ti. Beijinhos