domingo, 18 de setembro de 2011

Arrastando correntes

Tenho notado que, em programas onde tem um biografado, todas as vezes as histórias são as mesmas. Todos vieram da pobreza, quiçá da miséria. Não tiveram dinheiro para condução nem para os livros. Os estudos foram poucos porque tinham que trabalhar. Moraram em malocas ou apartamentos de favor. Os pais sumiram e foram criados pelas mães, aos trancos e barrancos.
Quando aparece, por acaso, um tipo  que estudou, com família estruturada é quase preciso pedir desculpas, justificar não ser o padrão descrito acima.

Alguma coisa está errada...

3 comentários:

Engraçadinha disse...

Isso quer dizer q eu vou ficar rica e famosa ou não?

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Eu gosto de assistir histórias de superação.. TV é emoção pura... Muitos apelam, é verdade.. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

Maria Helena disse...

Maqui
A pobreza agora dá ibope, pessoas que querem ficar famosas a todo custo, brigam para relatar as misérias, quem foi mais pobre, rsrsrr, é até engraçado.
Concordo com vc, quem foge desse padrão parece que precisa se desculpar. Inversão social.
bjs