terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Elite estúpida ?

                           
Quando moramos em lugares onde a miséria absoluta não existe, é difícil compreender  o Brasil considerado subdesenvolvido. Mas, quando vemos reportagens sobre o Maranhão onde cidades  sequer possuem água encanada com cisterna  ao lado do banheiro,  onde as pessoas defecam no mato ; casas de pau-a-pique, cobertas de palha de babaçu onde a chuva cai, no seu interior à cântaros, passamos a entender melhor, fora do abstrato.

Como pode o Maranhão ter tantos políticos poderosos na área federal e ter tanta miséria? Com o poder de interferir, levar verbas e planos de desenvolvimento para o estado, preferem encher suas próprias burras de dinheiro.E são reeleitas continuamente !

Quando há oportunidades de transmitir para nós, pessoas do Maranhão, dá para perceber que o português é bem falado, concordância verbal correta, plural bem destacado, pronúncia bonita e sem os sotaques estranhos aos nossos ouvidos. 

Há décadas atrás, quando fiquei sediada  em Niteroi, em baldeação para  Terezópolis, no Projeto Rondom VII, em que eu era a Chefe de Equipe, pude conviver durante alguns dias com pessoas de todo o Brasil e, já naquela época , percebi que o melhor portugues era do Maranhão.

Então, porque tanta miséria ? Que mistérios ocultos fazem seus homens públicos tão despudorados, a defender apenas seus interesses e ignorar um povo tão carente ? O que faz as cabeças pensantes do Maranhão  permanecerem presas a detalhes da vida e não contribuirem para mudanças concretas , genéricas e fundamentais ?





Até nos detalhes são incompetentes. Senão: KLIKA

Nenhum comentário: