sábado, 29 de dezembro de 2012

Feliz 2013

                               
Para todos que por aqui passaram, desconhecidos e conhecidos,
Que continuemos a nos encontrar em 2013.

A vida é boa,
Nós que a complicamos...

Vai dar tudo certo.

Agradeço os votos deixados por aqui. Obrigada por lembrarem de mim.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

São Jorge e seu cavalo

Cantores estrangeiros apresentam-se aos mangotes em São Paulo e Rio. Cobram fortunas e , como consequência, o preço das entradas são maiores do que em outas partes do mundo.Tudo bem se há quem pague para ver a figura perdida lá longe, empurrões e som  reboando em péssima acústica.Tudo é festa e ficar em casa quando as coisas acontecem não é bem visto para a juventude.

Entretanto, as notícias dão conta de atrasos de uma, duas horas.Um espetáculo que devia começar às vinte e três horas, começa pela madrugada.  Em protesto, ouvem-se vaias aqui e ali mas são recebidas por reprimendas, acolá.

Gostaria que o brasileiro fosse menos babaca, menos cordeiro, menos levado aos trancos pelos estrangeiros. Está na hora desse pessoal, que frequenta estes shows, começarem a se dar o respeito e exigir indenização pelos atrasos, pelo tempo perdido, pela falta de respeito dessa tracumalha.

Enquanto houver cavalo, São Jorge não anda à pé. Pior somos nós que , também , levamos a fama de coiós.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Zé Dirceu e a internet, na cadeia

Os militantes petistas fizeram sua vida política injuriando seus opositores. Não foi um nem foram dois os acusados sem provas mas dezenas.Era uma forma de encurralar os honestos, trabalhadores, distantes das táticas guerrilheiras expostas em seus manuais. Que se danassem eles e suas famílias, enxovalhadas pela metralhadora giratória da retórica irresponsável. Que morressem envergonhados sem saber como defender-se de algo difícil pois surgia do nada.

José Dirceu, Lula, Perly Cipriano são mestres na arte da calúnia. Fixados nas teorias ortodoxas do stalinismo tupiniquim, traduzido do russo à sua maneira, fizeram a vida de muita gente transformar-se em um inferno.

Com um Poder Judiciário sem atuação alguma, preso, escravo de leis que amarram a democracia nos dedos dos bocejantes magistrados nacionais, esta malta de políticos de um discurso só, tomou posse do poder. Na certeza da impunidade própria dos guerrilheiros dos anos sessenta, anistiados nos anos oitenta e premiados no Século Vinte, tiveram a chance de crescer mas chafurnaram na lama fétida de suas almas pequenas.

Destes, só Zé Dirceu pagou o pato. Não entregou o Capo nem os outros asseclas. Vai dormir na masmorra e,entediado, tornar-se um velho mais chato e repetitivo do que é hoje. Seu próximo sonho é ser redimido quando sair e comparado a outros senhores que frequentaram a cadeia e, quando soltos, viraram ícones de nação.

Na prisão, proibam este cara de ter blogue e comunicar-se com o mundo exterior. Salve-nos desta mente nefasta e retrógada à eterna procura de esquerdas e direitas com seu pescoço duro. A Hichtofen não pode usar internet.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Tinha que ser Minas

                            
Só para poder divulgar aos eternos pessimistas, donos da mídia hegemônica do país e que generalizam suas frustrações e mazelas.


Acesse AQUI e saiba mais, fora do óbvio entochado em nós, custe o que custar.Tudo com o objetivo de insuflar o complexo de vira-latas do brasileiro e fazer dele  submisso ao sistema liderado por usurpadores à base da predominância econômica planejada para sugar o Brasil.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A dupla vencedora e o povo babão

Uma coisa que  impressiona é a capacidade do Lula de ser velhaco.
Todo capo, de verdade, não é traído.Mas fazer o povo acreditar que Marcos Valério mente é demais. Antes não havia crime. Hoje Marcos Valério é criminoso e não merece crédito.

A conclusão é ter oportunismo, aproveitar a turma certa e a boa ocasião para pegar o bonde da  história. Se um político tem a turma certa, a oportunidade de fazer história fará o resto. Sarney e Lula, boa dupla para os tempos de hoje.O povo brasileiro continua subdesenvolvido , mal educado e babão.

Olê!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Gato na tuba

Há dias não tenho acesso ao Hotmail. Ainda mais no Flickr. Aparece uma página, pedindo dados como CPF, telefone celular. Tem gato nesta tuba!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer : O imortal

Condomínio JK, inovação absoluta na proposta
                                  
Não é uma mas várias as minhas reclamações da mídia hegemônica do país. Por  ter conhecimento  , apenas, da porta de sua casa, jornalistas não fazem reportagens completas. Parece  que copiam o óbvio de lugares óbvios.

No caso das obras de Niemeyer, parece que se resumem às internacionais e as de SP . As referências às suas obras de Belo Horizonte-MG, são sempre as mesmas, sem nenhum reparo ou busca de cultura  completa. São uns pífios.

Desde sempre convivi com muito mais que a Igrejinha da Pampulha e a luta constante para encontrar uma solução para as infiltrações da sua cobertura. O Colégio Estadual é seu projeto e o auditório chamado de Mata-Borrão é fenomenal. Para não fazer referência à Biblioteca Pública , onde, toda semana, eu ia trocar meus livros para leitura certa. Situada na Praça da Liberdade, fazia companhia , frente a frente com o Gina Lollobrigida, edifício de apartamentos com fachada semelhante ao do maior condomínio de São Paulo (capital)  assim denominado , popularmente, à época, pelas curvas da fachada.

Mas o que era motivo de chacotas sempre foi o edifício da Praça Raul Soares, durante muitos anos lugar livre de costumes e abandono predial, onde tio Asplênio tinha uma kitinet alugada com inúmeros  calotes. Até que foi replanejado, reformado e hoje sua imponência nos encanta.

Papai  debochava de suas obras  ( ele desenhou suas casas e seu irmão engenheiro assinou os projetos ) e dizia que o maior arquiteto, o francês, era dentista como ele. Mas meu marido, arquiteto premiado e nome de principal avenida em sua maior obra de urbanismo em Serra/ES, tinha coleção de livros com descrição dos projetos de Niemeyer e estão em minha estante, guardados como homenagem a ambos. Aliás, conheci meu marido em um clube cujo  projeto é de Niemeyer e sua casa seria como um módulo do PIC ( Pampulha Iate Clube).E, bons tempos aqueles, dancei muito no Iati Tênis Clube , também na Pampulha.


Por isso mesmo, em frases citadas , por esta ocasião de sua morte, a melhor delas é quando ele diz que passou a vida debruçado em uma prancheta.
 
Mais uma parte de todos nós se vai com seu falecimento. Como dizia meu pai:- Quem não quer envelhecer, que morra cedo. É verdade, envelhecer às vezes dói pois é uma soma de saudades.


Quer ver mais e mais? KLIKA
Ou : AQUI 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

                              
Com o petróleo, aparecem novas profissões, novas práticas profissionais. Junto, novas entidades, associações organizacionais,direcionando profissões, ainda, não regulamentadas. A Petrobrás tem conhecimento, faz convênios com estas associações mas a fiscalização é fraca. As entidades representam profissionais, cobram anuidades, regulam provas, recebem valores altíssimos para aplicar estas provas. Detem o poder de marcar provas, levantar conhecimentos, habilitar profissionais para o mercado.O que preocupa é a liberdade de ação, a falta de regulamentação, o desconhecimento, até, de quem é o presidente, o chefe, quem comanda. Em suma, falta transparência nos setores da regulamentação profissional, associações privadas em parceria com a Petrobrás. Empresas de engenharia , ligadas ao trabalho em plataformas, empregadoras terceirizadas para a Petrobrás e que são pouco conhecidas, pouco divulgadas. Tudo restrito ao meio,desconhecidos do público e pouco transparente para seus próprios profissionais.

Estou querendo divulgar certas práticas misteriosas e que prejudicam profissionais fora do circuito conhecido. Tão logo tenha mais informações, vou divulgar o que já devia ser de conhecimento público.A Petrobráss deveria estar mais atenta principalmente no dinheiro que corre para bolsos pouco fiscalizados.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Apologia ao consumo de maconha

Estamos no  tempo em que a criminalidade resulta , diretamente, do consumo de drogas. Os índices proporcionais das estatísticas mostram isso. A dor das famílias, estampadas nas reportagens predominantes na mídia, é estarrecedora. Pessoas lamentam uma guerra ensinada por um estado inflado de egos egoístas e incompetentes na saga dos macaquitos sem rumo e sem educação.

Mesmo assim , um ex presidente da república, cercado de loas e flamas, tido e havido como cérebro pensante e culto, vem à público, vez por vez, para defender a liberação da maconha. Só um maconheiro faria isso. Mais que ter um filho que consome drogas, Fernando Henrique Cardoso é um consumidor. Senão, não apareceria como um alienado a desconhecer os dramas do sofrimento de brasileiros vítimas, direta ou indiretamente, das tramas do narcotráfico.

Não é o papel de um político que se dá como estadista. É o retrato da mediocridade de nossa politicagem. Não se admite que um ex presidente com lastro de intelectual, com pose de redentor da economia nacional, venha tantas vezes, pregar um consumo de drogas. Mais que ensinar os imbecis, que somos os eleitores, é dar força e acalentar os anseios dos viciados, iniciantes ou não, baladeiros ou não.

Por um tipo como este, que devia ter se recolhido  ao seu meio intelectual, amante dos devaneios metafísicos sem olhos na realidade dos fatos, é que todo brasileiro recebe a pecha de gente sem vocação para ser grande e próspero. Somos considerados rasteiros, exatamente, por espécie desse tipo, que não tem sequer senso de oportunidade. Por estas e outras é que nasce a certeza que o Plano Real não foi , nunca, orquestrado por este cérebro mas por quem já se foi e , foi sim,quem salvou a economia nacional. 


Fique calado senhor FHC, mesmo que sua mulher não esteja presente para dizer-lhe isso.

 

sábado, 1 de dezembro de 2012

Pedófilo protegido por Juíza.

Um professor do curso de medicina na Bahia, recusou-se a dar aulas para um aluno que cumpriu sentença por ser pedófilo.O crime foi cometido contra onze crianças e deu náuseas em quem viu as provas. Pior, ainda, é que o pedófilo quer especializar-se em pediatria. A matrícula foi feita sob ordens de uma juíza, como sempre, indiferente ao fato mas  legalista.

Ou este país leva à sério a aplicação da justiça ou nunca seremos democracia e, muito menos, civilizados.Com este Poder Judiciário que nos envergonha e que não se atualiza, nosso país será, sempre, uma republiqueta e nada mais.E, por favor, não me venham falar mal das nossas leis que , pelo bem ou pelo mal são aplicadas por neófitos decoradores de códigos e estatuto mas desconhecem os princípios , a filosofia, a teoria social  do direito e deixam os anseios do povo à deriva.

Quer saber mais? KLIKA



sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O chefe da quadrilha está salvo

                                   
Tanto é uma espécie de máfia que não entregaram o nome do  Chefe. Pagaram o pato mas o chefão ficou de fora.
E, pensar que essa gente planejou uma republiqueta stalinista com garrote vil no pescoço do brasileiro. Ou alguém tem dúvida que buscaram a ditadura nos anos sessenta e setenta e mudaram de tática?

Como todo grupo com chefe forte, houve quem entregasse os planos. Desta vez, para o bem do resto dos parvos.

Dá para desconfiar se Deus é , mesmo, brasileiro.Se os planos tivessem dado certo a ditadura começaria por proibir nossos malucos blogues.Isso não!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Cadeia para os mensaleiros?

O pessoal do Mensalão foi condenado.
Ufania na população leiga
Cadeia?
Ah! Isso é outra história...
- Se liguem brasileiros !


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Festa de formatura: Nomes e apelidos

Minha neta e eu
                                 
Vou me aposentar. Está decidido. Não posso mais suportar os desmandos das autoridades judicantes. Já deu. Este ano faço quarenta anos de formada, quarenta e dois advogando. É tempo demais para suportar jovens assessores de juízes se dando de oráculos  para Seu Vigário e juízes e promotores de férias em pleno mês de novembro. Como advogada só o serei para  votar na oposição da OAB, por abandonar os advogados à própria sort nas mãos de juízes indiferentes ao tempo e ao cidadão mas interessadíssimos no seu contracheque. 

Haverá festa em Belo Horizonte-MG, turma de 72 da UFMG. Serão distribuídos crachás para as identificações pois não saberão quem é quem pelos transtornos faciais. Ueba! Nos anos passados foram homenageados quem fez carreira no judiciário;  os desembargadores de vários cantos e tipos. Nenhum advogado  mereceu loas, nem os que fizeram carreira na Defensoria Pública ou foram líderes nas mudanças sociais e históricas. Que vão se catar ! Lá não coloco os pés.

Todos os anos recebo correspondência sobre as comemorações. Pois este ano recebi com pergunta se alguém sabia onde estava a Magui, nome completo e endereço. Custei a captar que durante todo o curso não souberam meu nome, pois todos me chamavam pelo apelido. Lembrei-me , então, que , por ocasião da nossa formatura , alguns colegas perguntaram o motivo de meu nome não constar no convite. Interessante mas não perceberam que Magui é apelido. Bem atentos ...

Acho que é por isto que não fui, não vou a estas comemorações. Estou longe  de ser quem eles conheceram.  Além disso, tem a contagem das baixas e deve haver alguma influência dos meus familiares que se recusavam , terminantemente, a participar dessas festas, até que foram, eles mesmos, a baixa do ano.

Que a festa seja boa. Eu paro por aqui na profissão. Que se dane o povo brasileiro por permitir  um judiciário medíocre e preguiçoso. Eu , daqui pra frente, serei um deles.


Poderá ver outro texto com o mesmo tema : De 05/12/2015:  AQUI


O Brasil belo? KLIKA AQUI

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Cadeia para o Mensalão


Enquanto era o povinho comum a ser preso nas masmorras do país, a inteligência jurídica jamais disse nada sobre suas condições. De vez em quando juízes sem pretensão de alçar muitos voos na carreira, visitam celas de presídios, constatam as mazelas, fazem protestos ingênuos ou permanecem calados. Um ou outro, à vista do absurdo da super lotação, manda soltar uma dúzia de facínoras, dando de ombros.

O discurso da elite jurídica,abuletada no Supremo Tribunal Federal mostra sua verdadeira face para a sociedade comum. Manifestam que, os asseclas do Mensalão, embora condenados, não devam ir para a cadeia. Nenhum cadeia neste país é boa para esta nata da sociedade política, pega com a mão na botija. Cadeia no Brasil é para o zé povinho que se deixou pegar e ser condenada por seus crimes. Chusma de sacripantas distantes dos anseios populares.
                                   
O ministro, ex advogado do PT, silente durante o julgamento, disse que cadeia é para a época medieval e que a punição deve ser com prestação de trabalhos sociais.Talvez ele tenha razão.Alguns dos bandidos do Mensalão são guerrilheiros por convicção e jamais deixarão de o ser. Se forem para a cadeia onde os adeptos do PCC estiverem nela, é certo que fortalecerão a malta de bandidos. Quem sabe, o chefe da quadrilha do Mensalão, transformar-se-á em Chefe do PCC.
Duvidam?

Não se pode  ficar calado nestas horas. O silêncio será considerado apoio às falas dos ladinos, cheios de astúcia, liderados pelo grande lider, mergulhado, de escafandro , nas águas turvas do PT.

 
Proteste. De alguma forma protestem.Com os instrumentos que cada um tem.A internet tem muita força. Avante!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Era Elvis sem defeitos físicos ?

- Hã !?

A condenação de Zé Dirceu pelo STF

José Dirceu, fundador do Partido dos Trabalhadores, articulador da vitória do cumpanhêro para a presidência da república é condenado como  chefe do Mensalão. Ele espernea, grita aos quatro cantos do país que é inocente. Afirma , convicto, que o resultado do seu julgamento é tendencioso, vergonha, articulação contra ele, liderado pelas mentiras da  mídia e de políticos interessados em sua queda.

Para quem não nasceu ontem e conhece vítimas da mesma artimanha do PT, parece piada. O feitiço virou contra o feiticeiro. Quantas vezes a militância do partido usou a mídia para disseminar mentiras, cartas apócrifas, denúncias sem provas? Os palanques das câmaras, assembleias, encontros  político partidários,  associações de classe, comunidades populares foram usados para espalhar  calúnias contra quem podia servir de instrumento para  militantes alçarem o poder. Doa a quem doer...   Pessoas comuns, serviram de bois de piranha para medíocres aspirantes à carreira de ditadores nacionais. Brasileiros morreram, vítimas de calúnias, difamações, ações guerrilheiras dessa gente. Nem todos suportam essa vida pautada na Cartilha do Guerrilheiro, nascida em Cuba e escrita com o sangue dos mortos no paredão cubano.

Zé Dirceu não se atualizou, não percebeu as mudanças na vida política contemporânea. Ficou lá atrás com sua Cartilha Guerrilheira e suas certezas  pós Rasputin.

Por todas as vítimas dessa gente sem escrúpulos, que fez tantas vítimas, esquecidas pelo público mas jamais por seus familiares, na saudade de quem os ama, o regozijo é grande. Haverá festa e foguetes no dia em que for encarcerado. Muita gente seguidora da mesma cartilha ficou de fora mas estão vivos e ativos. A página foi virada mas a história não terminou.

domingo, 11 de novembro de 2012

O violão no baião ?

Com as comemorações do centenário  de Luiz Gonzaga, inventor e Rei do Baião, a sanfona tem seu destaque.

Dominguinhos foi discípulo de Gonzaga e ganhou uma sanfona dele e contou que  o cantor tinha o hábito de dar o instrumento para as crianças interessadas. E, foram centenas. Tudo para divulgar o rítmo da música tipicamente nacional.No auge de sua carreira, os aprendizes de sanfoneiros pipocaram pelo Brasil afora.

A carreira de Gonzagão foi longa e, em seu ocaso, cantava sentado. Em praça pública, mais falava do que cantava, contando causos para pessoas pouco interessadas na fala sobre seu pai Januário.Eu estava presente quando ele foi vaiado em uma ocasião.Voltei para casa escandalizada.


Mas o que me deixou perplexa, nessas comemorações atuais, foi ver seu neto, tocando suas músicas no violão.Luiz Gonzaga,compôs música para o acompanhamento na sanfona Distribuiu às mãos cheias o acordeão, Brasil afora, trazendo à tona tantos talentos. Criou e ensinou formas de tocar o instrumento, com pouca abertura do fole, no repicar dos rítmos criados por ele. Beira ao desrespeito sem limites a perda dos rumos nos caminhos do autor centenário. Ainda mais com a batuta de seu neto, nada a ver, tocando o baião como se fosse Bossa Nova.

Nessa vida, tudo passa e até mesmo o interesse em preservar as raízes de quem fez, com o seu talento e genialidade, os caminhos da música brasileira.É como diria o Rei do Baião: Daniel Gonzaga respeita os oito baixos de seu bisavô, Januário, e a nobreza de seu avô.

Interessante? KLIKA

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Pacto para Alfabetização na idade certa e o Pré-Sal


O governo federal lança programa para valorizar e fortalecer o ensino na fase inicial com o Pacto para a Alfabetização na idade certa. Com treinamento, remunerado, para os professores alfabetizadores e os orientadores. É preciso que o Congresso contribua com a sua parte e faça a divisão justa dos royalties do pré-sal. A verba para a educação precisa ser definida e começar, de vez,o investimento para a educação.

Como tudo anda devagar no Brasil ! Tudo arrasta-se , em função dos interesses e desta vez não está diferente. Propor usar o dinheiro do pré-sal para financiar serviços e a máquina pública chega a ser indecente, se não é incrível. Deve ser por isso que os concursos públicos pipocam , com salários altíssimos, distantes anos luz da realidade privada.

A educação inicial dos brasileiros,  à cargo da municipalidade urge ser levada à sério. Não tem cabimento uma família pagar quinhentos reais para uma criança de quatro anos frequentar escola, sem um mínimo de ensino formal adequado. 


Parabéns à presidenta pois seu esforço dará resultado. Não é possível perdurar por muito tempo os interesses e a falta de aplicação do dinheiro do petróleo, com divisão óbvia. Só não vê quem, embora tenha sido  eleito para legislar em função do povo e da república, o faz  em função de dar um jeitinho e levar vantagem, tão típico de alguns estados da federação.

Informação? KLIKA

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Eleições nos Estados Unidos

Nem somente isso é piada

Noticiar as eleições nos EUA faz parte do noticiário mas dar destaque como se fossem nossas eleições é de um ridículo total.

O que nos interessa quem vai ganhar   se não    fará diferença para o Brasil ? Um candidato é desconhecido mas o outro é um mentiroso populista como qualquer liderzinho manjado. Parece que existem curriolas nacionais, querendo vitória do cara como se fizesse alguma diferença pessoal, para eles. E, o destaque dado às esposas dos candidatos? Quer coisa mais ridícula que mulher de candidato na cola do camarada em evidente voto em um e leva dois ? Por aqui, primeira dama já é coisa tão ultrapassada que ninguém se atreve a usar a expressão.

Realmente, aguentar essa mídia fajuta nacional que dá notícias sobre o Brasil com conotação pejorativa e exalta até furacão dos EUA é de lascar! Não entendo porque exigem diploma para jornalista  se não conseguem pensar de forma livre mas são  robôs de gurus forjados em prol do eterno espírito colonialista.

Se até nos EUA ninguém mais suporta falar nas eleições, porque há tantas notícias por aqui? Serão cópias de textos prontos, apanhadas na internet ? Mediocridade, eis a resposta !

sábado, 3 de novembro de 2012

Furacão Sandy

Nana Gouveia teve bloqueada sua página no facebook porque publicou suas fotos em meio aos escombros de Nova York e não manifestou solidariedade com os sofridos. Isso serve de lição para os brasileiros, especialmente os que são limpa-latrina por lá,e  de longe, escrevem horrores sobre o Brasil e os brasileiros.

Uma qualidade dos estadunidenses é banir da entrada em seu país de gente que fala mal deles. De nenhuma forma eles permitem vitupérios semelhantes aos que os macaquitos nacionais fazem contra si mesmos.  Mas copiar isso? Nem pensar!

Não foi uma ou duas vezes que eu li sobre a certeza que aquele pessoal tinha sobre as catástrofes mundiais com relação à natureza. Os sabichões diziam que, somente países subdesenvolvidos sofriam consequências das intempéries. Parece que a senhora natureza não gostou nada da gracinha. Depois disso, não se cansa de mostrar quem comanda tudo e o  ser humano não lhe mete medo.

Levar destruição às terras alheias é uma coisa mas tomar no lombo por quem não faz discriminação é outra. Prefiro a segunda. 


Quanto às fotos de Nana Gouveia, são criativas e não praticar a lamúria é qualidade. 

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A última piada da ANATEL

A Anatel vai exigir das prestadoras de banda larga para a internet, que cumpram o fornecimento de vinte por cento do sinal.
É piada?
Será que poderei pagar o preço em 20%  ou na média do fornecimento da minha rede?
Esta instituição é séria ou recebe dividendos das prestadoras.

Duvida da notícia?
Então KLIKA

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Guerra civil em São Paulo

Toda manhã, o noticiário é aberto com notícias de mortes a policiais em São Paulo. Uma guerra civil onde a bandidagem, de difícil controle, ataca a outra trincheira, os policiais. Essa gente está na faixa etária dos, antes, meninos abandonados pelo sistema. Não fazem parte da elite paulista, tão ciente de si mesma.

A imprensa hegemônica, impõe as notícias e faz irradiar o mau exemplo Brasil afora. E, como o brasileiro é macaquito de origem,o resto do país passa a imitar , todos os atos e fatos, sob a batuta dos datenóides de plantão.

Sabemos que o pessoal de São Paulo é arrogante e se dá como locomotiva da nação, puxando o resto dos vagões nacionais. Mas não se dão conta que,  no afã de crescer sem olhar para os dividendos do país, carream uma gentalha, abandonada à própria sorte, a reproduzir qual ratos.Estes, sem controle e à margem do setor produtivo, buscam a sobrevivência à seu modo. A elite torce o nariz para essa gente porque não possuem o poder formal da nação. Mas, entre eles, também líderes, com quociente intelectual em similar proporção e o mesmo ódio à espécie,  no viceversa.

O mal  dessa gente é atacar o pessoal braço armado do poder, pois ali estão os seus parelhos na exclusão. Principalmente de   São Paulo , que se dá como Brasil, na generalidade da imprensa.


O salário pago aos policiais de São Paulo mostra a indiferença  e a medição do interesse da elite que decide. Ali, policiais e bandidos estão no mesmo saco, os encostados  no canto da sociedade enquanto os donos do sistema, com ganhos e rendimentos na estratosfera , muitas vezes verbas públicas,  habitam palacetes, divertem-se em festas e gastos à rodo, indo e vindo mundo afora, rindo no consumo de generalidades produzidas nas estranjas onde deixam milhões do dinheiro tirado das contas nacionais.  Só quebram a indiferença à guerra civil perpetrada na sociedade quando beiram seus flancos, julgados inexpugnáveis.

                                
                             Sem dar um tiro quase foi linchado em protestos populares.
                                                                                    Em junho de 2013

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Os espertinhos

Um dos males da humanidade são os espertinhos. Aqueles que, aproveitando-se da boa índole dos demais, estão sempre praticando atos que se dão melhores. Para este tipo de gente, todos os dias um bobão sai de casa.

Os bem intencionados, os honrados e éticos precisam ter cautela para proteção de si mesmos. Não é proteção contra os desonrados pois já diz o ditado antigo: - O seguro morreu de velho.

Em assim sendo, cuidado com quem se relaciona. Pode ser um inimigo disfarçado e que vai cobrar o preço da sua incapacidade de praticar o mal. Para este, o otário merece ser castigado.Como disse um assaltante paulista que matou uma adolescente de quinze anos porque teria reagido. Por seu ato reflexo de segurar a mochila levou um tiro no coração. O bandido deu de ombros e disse que quem reage a assalto merece morrer. A mocinha deveria ter-se  precavido e não transitar na rua, pela madrugada, em metrópole onde, nas altas horas, ninguém é de ninguém.

O mundo está cheio de assaltantes de nossa alma, de nossa vida, da paz alheia. Se não é um, é  outro. Não são a maioria, pelo contrário, mas fazem barulho maior que aqueles que cuidam da suas vidas, sem atrito, com ética e modernidade no ser.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Cadáver não se manifesta

Uma qualidade importante para amar meu marido era a sua  generosidade. Impossível, para ele, ter um sentimento de maldade em relação a qualquer pessoa.Todos eram bons e as circuntâncias é que faziam algo não dar certo, obrigando alguém a ser pessoa má.Morreu, vítima de um tipo de gente, exatamente má ao extremo  mas que ele não aceitou.

Para meu desespero, meus filhos herdaram esta característica deste homem que eu tive a honra de conhecer, casar-me e reproduzir com ele. Meus filhos são generosos e incapazes de aceitar a maldade alheia. E, por isso caminham com dificuldade para eliminar certos tipos de suas vidas.

Chego a espernear de raiva !Porque não me puxaram? Agora, sou eu quem tem que distribuir defesas para não perdê-los para estes tipos malévolos. Que ódio!Como fazê-los entender que há pessoas que devem ser mortas para nós e cadáver não manifesta-se e nem precisa de retorno. Mortos! Estão mortos!Doa a quem doer...

sábado, 27 de outubro de 2012

Juizes detalhistas

Detalhes e mais detalhes, picuinhas sem valor jurídico, decisões acima da lei ou correndo por fora dela. Enquanto isso, o mundo que se dane.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Mais um abuso contra a pessoa

                               
Uma escola , por aí, no estadinho da federação que se acha o melhor e o mais moderno e riquinho, criou um chipe que, ao ser colocado na camisa do uniforme dos seus estudantes, mostra  se estão na escola ou não.
As mães controladoras, psicóticas, possuidoras da certeza inarredável de serem  proprietárias da vida e do destino de seus filhos, salivam de prazer. Fazem o controle pelo visor do celular, sempre à mão, uma doença que grassa rapidamente.

A diretoria da escola garante que a evasão escolar caiu vinte por cento. Não se interrogam se a evasão é decorrente do sistema educacional da escola, do mal estar dos estudantes com o meio escolar.O que importa é o controle do ser humano na tenra idade. Liberdade não existe para pessoas com pais mediocres, mães malucas, educação castradora.

Esse pessoal  se julga dono dos filhos e não sabe educar com liberdade e respeito pelas diferenças, exluindo muitas vezes o parceiro na troca e no privilégio de criar uma pessoa feliz, que sabe seus limites. Filhos não são propriedades de ninguém e o sistema não tem o direito de exigir  aceitação quando ensina mal e aplica métodos não adaptáveis a uns e outros, seus estudantes.

Colocar chipe em uma pessoa para marcar e controlar seus passos é uma abuso à liberdade e ao direito do estudante. Os pais e a escola deviam ser punidos por abuso à criança e ao adolescente e mandados para uma escola para aprenderem a educar sem violência.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Fluminense e A CBFlu

Embora minha cadelinha idosa Brisa  use camisa do Fluminense e não aceite outra, quero  juntar-me aos protestos pela proteção que este time carioca tem   recebido dos árbitros no Campeonato Brasileiro. Já basta não ter nenhum jogador convocado para  os treinos da Seleção , especialmente Fred, beneficiando e oportunizando sua colocação no topo da lista, a caminho de ser campeão.

Há muito, é fácil notar que na CBF algum chefão torce pelo Fluminense. Assim não pode.Assim não dá.

De quebra, é preciso salientar a recuperação do Ronaldinho Gaúcho. Parece que deu um tempo nas bebedeiras, arrumou os dentes e o papuço dos olhos sumiu. Está jogando uma barbaridade, chê! Deve ser os ares das montanhas de Minas.

sábado, 20 de outubro de 2012

Aula de interagir e ficar para sempre

Um cantor acha que  não deve estudar, observar ícones históricos da música. Muitos acham que é só abrir a boca e deixar fluir  suas belas vozes. Não entendem porque não fazem sucesso. É que, a razão do sucesso é muito mais do que isso. 
Surgem  concursos para encontrar novos ídolos, novas máquinas de entretenimento e enriquecimento a terceiros . Mas só servem para promover gente que tem a certeza de possuir dons para encontrar quem nos faça emocionar enquanto julgam e dão palpites ridículos, quando não comprazem em fazer suspense  inoportuno ou humilhar os incautos. Mostram , mais ainda, como um artista não deve ser.

Com a internet e publicações sobre tudo que surge, que houve, que há, a pesquisa e o estudo não precisam de mestres para dizer quem é quem, como deixar o talento fluir de forma natural e grandiosa.

Observem a aula do mestre e o motivo de ser até hoje quem é e porque gente arrogante, cheia de empáfia e distante dos fãs não duram uma temporada.

Por favor: KLIKA  AQUI


domingo, 14 de outubro de 2012

Novos garrinchas


Enquanto um choca os ovinhos o outro canta e vigia
                                           

Quatro filhotes
Alimentados


Por este: Macho? Fêmea?



Filhotes criados, porta fechada antes da arribação. Voltam ano que vem

 
Mais ? KLIKA                       

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Fora Zé !

José Dirceu não aceita e a decisão do STF é dura para quem queria ser o próximo ditador do Brasil. Lambeu os beiços quando conseguiu eleger para a presidência do Brasil um vaidoso e velhaco lider sindicalista. Comandou a verdadeira face de um grupo de espertalhões. Abriu caminho, a tiros, para o poder posto a correr pelos militares e que geraram vinte anos de ditadura. E, ainda se dá de bonzão.

Mas não contava com a delação e com os rancores do ser humano. Nem todo brasileiro aceita chicote nas costas, mesmo quando faz parte da quadrilha. Estruturou o poder da presidência na aplicação do que aprendeu em Cuba e com a Rússia comunista. Não conseguiu ver que os tempos mudaram. Não acredita que os tempos mudaram. Perdeu. E, como bom assecla não entregou o chefe, aquele que era pobre e hoje, após anos no poder, é um dos homens mais ricos da nação.

Há quem, ainda, idolatre o verdadeiro chefe da quadrilha do Mensalão, velhaco mais velhaco da história do Brasil pois tem gente que nasceu para ter grilhões no pescoço  e não para  a liberdade.

Se o deputado federal Jefferson não tivesse delatado o Mensalão, hoje estaríamos com um clone do Hugo Chaves no cargo de presidente da república. Talvez, tivéssemos arruaças , decadência e um presidente da república vaidoso, ultrapassado politicamente com botox, implante de cabelos, na busca para resgatar um tempo que se foi.                                                                                                                                       

Os comunistas não conhecem e, portanto, não exercem o príncípio que aconselha mergulhar, esconder-se, fingir-se de morto, caminhar para o ostracismo com dignidade. Na certa Zé vai reagir e virá com outra idéia dos tempos da ditadura marxicista leninista e que só sobrevive na cabeça dos vencidos sem vergonha.

O que? KLIKA

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Poder Judiciário: Esse brincalhão !

Pobre do brasileiro, entregue à uma Justiça fajuta, brincalhona, com português ruim, precisando ser corrigido por jornalista, na reportagem.

A quem estamos entregues ? A insegurança em buscar nossos direitos na judicância, deboche às partes, achincalhe ao advogado.


Se os crimes aumentam é porque não há Poder Judiciário marcante e comprometido com o povo. É mais cômodo falar mal das leis porque estas não engavetam processos ou marcam negativamente quem exige. Na incerteza da  atuação firme, as partes buscam soluções pessoais , gerando maiores conflitos e até perpetuam crimes hediondos, abalando famílias e instituições.

Mas o dinheiro gordo, no fim do mes, cai na conta dessa gente que sabe usar a pena contra uns e outros sem respeitar, muitas vezes, o direito constitucional da defesa ampla. Um olhar neutro, seria melhor que usar a lentidão do tempo para dirimir conflitos ou consolidar rancores.


Um bom exemplo? KLIKA

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Angela Maria : A volta

A TV Câmara mostrou, em um fim de semana, apresentação  havida em Brasília, da cantora Angela Maria. Um espetáculo único e imperdível.
Angela Maria , se não é, foi a maior cantora brasileira, inspiradora de outras tantas, ícone de uma geração.Em uma das vezes em que fui vê-la, em um lugar pequeno, a vi de pertinho. Fiquei pasma como uma mulher tão mínima possuía uma voz tão poderosa. Peguei seu autógrafo em um guardanapo.

Ultimamente, em suas parcas apresentações na mídia,  notei que havia perdido a voz. A potência, os graves belíssimos falhavam enquando cantava.Então, ela desapareceu por uns tempos e surgiu nesta audição com voz remodelada, posta corretamente dentro da sua nova realidade, idade, necessidade.

Voltou a insuperável intérprete brasileira, absolutamente divina. Ela, cantando O Portão de Roberto Carlos, fechou a possibilidade de outro cantor interpretar a música, inclusive RC. Enquanto ela cantava , perguntei-me se ele estaria ouvindo e vendo. Com certeza ficaria emocionado às lágrimas.


Pena que as emissoras prefiram mostrar cantoras que berram, tentando competir com os pistons e clarins e  os ouvidos modernos, deficientes com o barulho dos altos decibéis do dia a dia, necessitam adaptar-se, ficando com os martelos do ouvido interno avariados , prejudicando a audição e a acústica. Nem percebam.

Quer saber mais? KLIKA

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Os vilões da alimentação humana e os picaretas

Os cientistas, supostamente  pesquisadores nutricionais, sempre elegem um alimento como vilão. Houve o tempo do arroz com feijão, da carne vermelha, depois a carne de porco, do ovo e , agora, é o leite. Um ou outro faz mal, contribue para o surgimento de doenças, para a decadência do ser humano, por sua morte. Precisamos jamais ter doenças  e eles tem a chave da imortalidade.

Dizer que não se deve comer legumes e frutas cruas é outra opinião que vai e volta. Antes, uma pessoa devia beber de um a dois litros de água por dia. Como começou a aparecer gente com problemas nos rins por seguir a cabeça dos outros, estão dizendo que não é bem assim, pois a água está em todos os alimentos.

Quando o assunto está perto do esgotamento, surgem outras teorias para alimentar a basófia do grupo. Quem acredita nessa gente que os compre. Para quem tem tutano, o óbvio é ululante.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Oi Conta Total

A Oi, telefonia fixa e móvel possui um serviço chamado de Conta Total. Nele, estão inseridos cinquenta minutos de chamadas de celular para qualquer operadora. As ligações podem ser feitas do fixo ou do celular. Mas tem uma arapuca escondida: A operadora não fornece a contagem do tempo e , por conseguinte, será este quem fará o controle.
Como não existe um programa controlador do tempo usado na soma do movel e do fixo, o tempo que ultrapassar ao estipulado pelo plano, também , não é fornecido. Quem paga o excedente é o consumidor e o preço, suponho, é salgado.Mas também não é fornecido para quem mantém-se no tempo determinado pelo plano.

E mais, quando é feito o contrato do Plano Conta Total, a pessoa fica presa por um ano.Se perceber ou cair na arapuca, em princípio, terá dificultado o seu rompimento.

Portanto, olho aberto na contagem do tempo e outro plano na reta para  defender-se.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Nossa burca

Figura tirada DAQUI
Muitos são contra a burca do Oriente Médio. Foram feitas para tapar a mulher e não mostrar suas indecências: Ela mesma.

No ocidente, também existe uma burca para tapar sua indecência: O sutien. A indecência? Os seis femininos.

Agora inventaram um sutien que me lembra aqueles que foram queimados nos anos sessenta em praça pública.Tem uma espuma para dissimular o formato dos seios e seu bico pontudo. Isso é feio, indecente, deselegante. Se formos comprar um sutien é capaz de não encontrarmos  um normal, apenas como composição da vestimenta.

Na verdade, a forma de opressão às mulheres não acaba porque muitas gostam de apanhar e há várias formas de aplicar um corretivo àquelas que não se sujeitam ao sistema falocrata.
A expressão pagar peitinho é asquerosa. Toda toda vez que a leio ou ouço  me dá engulhos. Não pela expressão em si mas porque a mulher não avança, não se dá o respeito.

Ora, como diziam alhures: Não é questão de moralidade mas de estética. E, eu completo: Desde que seja a estética masculina.

Burca por burca, também temos a nossa.


                         

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Ganso:Homem decidido

Quero manifestar-me sobre o jogador Ganso. Um jovem de apenas 22 anos mas tratado como homem feito. Interessante o tratamento que se dá aos homens: Quando interessa, os de trinta e tantos são tratados como meninos e os de vinte são velhotes criados e desmamados.

Ganso é firme e já demonstrou isso, especialmente quando recusou-se a ser substituído em um jogo do Santos. Sabe distribuir jogadas , sendo importante para o futebol nacional onde os vendidos o são na primeira oportunidade, para serem capachos e apátridas no estrangeiro.

Contudido, desrespeitado no Santos, fincou pé para ter seu passe vendido para o São Paulo. Não precisou de papaizinho em sua  aba, dando palpites e decidindo. Esperou com paciência para decidir seu futuro. Eu gosto de gente resolvida e Ganso precisa estar pronto para jogar na Seleção porque  pode ser peça importante em time de gente fraca, com cordas de marionetes, manejadas sabe lá por quem, a serviço de sabe-se lá por quais interesses.

Desejo a Ganso o sucesso de sempre. Como torço por time que tem jogador do meu gosto, acho que  vou torcer para o São Paulo em São Paulo.Por enquanto.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Propaganda inoportuna

                                         
Divulgar uma empresa é obrigação de seu proprietário ou prepostos. É a propaganda, querendo ser mais profissional e diretiva. Uma das formas é buscar assinaturas, adesões através do telefone. Ou encher a caixa do celular ou emails com mensagens inúteis pois sequer serão lidas. Parece muito com os espertinhos da política com divulgação  de adesivos em automóveis, por exemplo. Ninguém vota nesse pessoal. Pelo menos, ao ponto de dar uma vitória a desconhecido pelo simples retrato sorridente, pregado no vidro traseiro de um carro.

Disso tudo, pior são as chamadas de telefone, o trim-trim na cabeça às sete horas da manhã. E, se for domingo ou feriado, quando a pessoa aproveita para dormir mais tarde? Este povo não tem noção? Será que não percebe que dá tiro no pé?

Entre arrogâncias de pessoas , supostamente profissionais, o que existe são amadores com necessidade de mostrar serviço.E , quem paga são os eternos  desavisados: Nós.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

O Mensalão: E as marionetes?

O grupelho que lidereou a baderna e nos levou a ditadura por vinte anos,tentando impor sua ideologia, tinha comportamento idêntico aos da ditadura. O povo não tinha participação, não sabia, não era consultado. Eram dois grupos autoritários, dispondo do povo brasileiro, preso nas artimanhas dos títeres do poder estrangeiro. Não havia cidadania, soberania, democracia, liberdade.

Entre eles, foram cometidas toda sorte de crimes violentos como tortura, mortes, assaltos, tiroteios em praça pública.Ninguém foi santo nesta história, embora os sobrevivents da esquerda venham querer impor suas  versões e os da direita continuam com a fala de sempre.Uma expressão da época era o inocente útil. Alguns deles cairam fora para voltarem íntegros,dar continuidade aos seus ideais.Alguns estão na política e tem honra.

Também,sobreviveu gente da esquerda, treinados no estrangeiro, com a Cartilha do Guerrilheiro decorada,e, sendo o seu livro de cabeceira. Embora o tempo fosse mudando , mantiveram a viseira, querendo fazer deste país um aparelho com meia dúzia usando as marionetes, os inocentes úteis dos dias atuais.Atiraram para todos os lados, continuaram matando, roubando, pilhando os incautos e o país.

Tornaram -se bandidos com o paradigma  na ASFARC, otimistas como todo fascínora.Certos da impunidade, tomaram o Brasil de assalto e corromperam aqui, ali, lá, alhures.

Os chefões estão sendo julgados pelo maior tribunal do país, pelos crimes cometidos em liderança na maior corrupção que esta república já teve. Nossos olhos estão postos nos resultados. Mas o povo brasileiro só irá respirar aliviado quando estes tubarões forem punidos e cairem os bagres, escondidos nos burados dos órgãos públicos, verdadeiras sinecuras dadas de presente por colaborarem em segundo plano.Todos, o povo quer ver todos na cadeia  ou no ostracismo.

sábado, 15 de setembro de 2012

Chocolates Garoto, os espertinhos

São muitas as formas de burlar o estatuto de proteção ao consumidor. Uma delas é diminuir o peso do alimento, mantendo o preço. 

Chocolates Garoto foi vendida para a Nestlé e desde aí tenta burlar a legislação, aqui ou ali.
Agora, sem o controle dos órgãos correspondentes, diminuiu cinquenta gramas na barra de chocolate, isto é, de 180 gramas para 130, mantendo o preço anterior. Mudou o papel da embalagem para distrair os menos avisados e, na certa, viciados em chocolate.

Assim, mesmo sendo de pouca repercussão, quero fazer minha denúncia quanto a este item, esperando que um dia, os espertinhos sejam varridos do Brasil. Ao mesmo tempo, mandei manifestação a respeito para a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Federal.



quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Morte e gozo

A violência contra a vida humana tem origem e endereço. Em todo o mundo a morte sempre foi banal para quem está disposto a impor sua hegemonia. A história da humanidade, exposta em documentários nos canais de educação, inclusive, dão destaques massivos às guerras, à exterminção de povos, à morte premiada com medalhas , estátuas e loas. Os currículos escolares obrigam reter na memória ações de conquistadores, guerreiros de ideologias locais e , na maioria das vezes, estranhos para nós. É pessoa culta aquela que sabe tudo de guerras e guerreiros. Muitos criminosos  são tratados como heróis. Até tentaram fazer de  Lampião o maior brasileiro de todos os tempos!

A humanidade é formada com  morte e destruição. Com o fim das grandes guerras, das explorações e mortes  por estranhos e locais, este pessoal, em cujo DNA está instalado o cromossomo da morte sem dó nem piedade, manifesta-se nos crimes, nas chacinas, nas defesas intransigenteg de suas crenças ou sem aparente motivo. Até no esporte de massa é motivo para as ações violentas dessa gente. Pipocam pelo mundo afora.

O violento, aquele que age pelo estado ou contra o estado tem a mesma origem. Uns matam pela glória do chefe no lado sem controle do estado e na certeza do ganho real. Outros, pagos pelo povo, chegam a ser apátridas, na tentativa de matar o governo que não lhes dá o ganho que almejam.

Se antes faziam estátuas de bronze fincadas em pedestais que hoje alimentam a indústria do turismo, hoje enchem as salas dos cinemas ou dão ganho de vida a quem vive de fornecer os filmes, atuais prêmios na violência.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Inventores do Brasil: A BINA

O sistema de telefonia com identificação de chamada foi uma grande invenção. Quando um mineiro inventou a BINA era o auge dos trotes com pornografias e piadinhas próprias dos menos dotados mas que se acham engraçados. Muitos bandearam-se para os atuais programas ditos de humor mas não são mais que manifestação de uma dolescência tardia.

Ser reconhecido por sua invenção, a BINA, e receber os direitos de patente, foi preciso esperar por uma justiça caduca, sonolenta e tardia. Afinal, após vinte e dois anos a patente do sistema deu ao mineiro o direito de ficar rico junto de quem  aplica suas invenções, sem precisar ser vítima dos eternos espertinhos, ladrões da inteligência alheia.

Para quem não viveu o tempo dos telefonemas sem identificação, não faz idéia da grande invenção de Nélio Nicolai.

Quer ler mais? KLIKA

domingo, 9 de setembro de 2012

Elvis experience

Uma exposição com seissentos itens referentes a Elvis está em São Paulo. Elvis Experience. Na certa pensei em ir. Pegar ônibus, avião e enfrentar São Paulo, capital. Tudo para ver badulaques, alguns sequer originais e alimentar doença perigosa.Falta o essencial e sobram as cópias embora possa ser vista a guitarra negra.

Só de imaginar que posso ter a mesma doença que a ex, me dá calafrios. Carregar cadáver de ex marido pelo mundo afora não é saudável. Nem para ganhar  dinheiro e receber loas como viúva, que não é.

A exposição, pelo que eu li e vi na mídia, tem a visão da ex, isto é, tudo parado no antes dos  anos setenta, fora da terceira fase, quando tudo ia às mil maravilhas, para ela, e Elvis deixava-se levar no acostamento de sua carreira, enquanto outros transitavam pela estrada principal.

O bom disso tudo é que eu vivi a época e não adianta fazerem nova versão do que aconteceu pois não vou na conversa.

Acho ótimo as pessoas irem, curtirem, viverem a vida mas sacrifício e doença não concordo. O que já vi em Graceland já me satisfez e , hoje, tenho mais o que me preocupar. Não dá despingolar para São Paulo, arriscar levar um tiro para ver coisas que minha memória não vai guardar  vinte quatro horas. Conheci fanáticos, treinados no novo discurso e que avançam em quem se atrever a piscar o contrário ou discordar. É perigoso correr o risco no que não é tão simples assim.
 

Por enquanto controlo os sintomas e busco o equílibrio para não fazer papel de maluca atrás de coisas de quem morreu há trinta e cinco anos. Não dá, é muita cretinice para minha cabeça. A fulana ganha dinheiro, viaja pelo mundo , arruma a cara para reter o tempo que se foi, enquanto o corpo degrada e suas mãos distorcem nas juntas. Isso não traz a vida de volta e o tempo é inexorável. Já foi. Já  fomos. Quem deixa uma Bíblia anotada , manuseada à ser rota,  leiloada ao Deus dará, não merece crédito. É fazer joguete a quem são. Quem se presta, parabéns!

Acabou Priscila, cinquenta e cinco anos é muito tempo. Suas versões estão transformando-se em Histórias da Carochinha. Vai acabar no hospício.

domingo, 2 de setembro de 2012

O Mensalão e nós

Passo de cágado? A quem beneficia?
Herói? De quem? De meia dúzia de alienados?
O povo quer a verdade e não pantomima. Alguém vai cumprir pena na masmorra?
De o blá, blá, blá a indiferença do povo brasileiro bandeou-se para  o descrédito. Folhas de papel, processos encapados com plástico não mostram o final que o povo quer.


Isso lhe interessa? Então, navegue AQUI

sábado, 1 de setembro de 2012

O julgamento do Mensalão

O julgamento do Mensalão escancara, para quem está interessado, a face medíocre, empostada, embolorada da sociedade, supostamente culta, na pantomima do Poder Judiciário.

Na outra face, estão os espertinhos que usaram seus cargos políticos e poder de influência, para roubar dinheiro público abuletados em seus postos ligados aos ( inclusive) deputados federais, eleitos pela fajuta, capenga, mentirosa  democracia nacional. Um presidente da Câmara Federal vender-se por cinquenta mil reais é o ápice da mediocridade rasteira, vergonhosa de um poder da república.

A vestimenta dos ministros , mostra uma faceta ridícula, também encontrada no palavreado absurdo, na formação das frases inexistentes ( E, piada, suas duas grafias: inesistente) em qualquer compêndio. Ambos não são usados por nenhuma literatura, nenhuma conversa e  nenhuma pessoa minimamente com a mente sã. Somente nos delírios de um povinho inerte no tempo, no espaço mas com polpudos contra-cheques descontados, sem nenhum pejo, no final do mês. Custe o que custar. Ou, talvez, não seja assim tão simples: Como pano de fundo, a diferença nas togas negras e cheias de babados e nos jargões de uma língua desconhecida, seja para distanciar ainda mais seus membros do povo que anseia por atitude, justiça e pelo verdadeiro saber.

A fala arrastada, lenta e o olhar perdido nas entrevistas do presidente do STF, dizendo que o andar da carruagem condiz com o tempo dos cavalos levados com luvas de pelica, o seu tempo, mostram que ali ninguém está interessado no rítmo Brasil mas em encontrar meandros que safem os bandidos da masmorra.