terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Dilma, até quando ?

                         
E a reforma ministerial?
E a quebra das amarras?
Vai pagar o apoio em quantas prestações?


Na década de oitenta alguns médicos ganhavam eleições nas trompas das mulheres.
Minha secretária foi uma delas. Votou no cara. Na outra eleição eu lhe disse que a ligação das trompas fora para as eleições que passaram. Ela estava liberta para votar em outro. E, ela votou.  Deu como pago voto anterior. O médico não se reelegeu.


Eu me lembro da Marlene quando vejo o Velhaco cobrando seu apoio. É um pândego...

2 comentários:

Ana Miranda disse...

Magui, você é ótima!!!

Perfeito seu texto.

Maria Eugênia disse...

A visão do ex, vestido de terno preto e "chapelão", pareceu-me a materialização/aparição da "morte" em filmes de terror (lembro-me de Poltergeist décadas 1970/80).
Pensando bem: é a morte presente no governo dela...