domingo, 20 de maio de 2012

Bocas Fedendo

                        
Os mesmos que ontem foram Caras-Pintadas, hoje são Bocas-Fedendo.
Sair para protestar contra a corrupção, nem pensar. O cérebro está embotado pela droga.
Se ontem o interesse era defender o Cassino Brasil, hoje é o desvario da Vagabundagem.

No fundo, é comum uma coisa: os macaquitos de sempre.

Tá por fora? KLIKA

3 comentários:

Micha Descontrolada disse...

triste realidade.

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ

Maria Eugênia disse...

Incompreensível para mim essa tal Marcha da Maconha... incompreensível pois nós brasileiros temos tanto a pensar, tanto para nos preocupar, não só em termos do nosso cotidiano (acordar cedo, deslocarmos para o trabalho, trânsito caótico, violência urbana...) mas também na escala de nosso país continental: como apenas a saúde, a educação, a infraestrutura, e as bolsas e mais bolsas para atender a miséria institucionalizada...

Engraçadinha disse...

Magui, eu entendo.
Não concordo que os caras pintadas sejam os mesmos que marcham hoje pela discriminalização da maconha.
Mas eu concordo que apesar de todo o transtorno em que vivemos, q as pessoas tenham direito de lutar pelos seus ideais.
Pessoas da minha geração (os verdadeiros caras-pintadas), q vive reclamando dos problemas de sua própria cidade, são incapazes de se reunir para exigir seus direitos. A preguiça não deixa.
Os jovens q hj marcham pela maconha, não estão preocupados com os mesmos problemas q nos afligem. Muito pelo contrário.
Estão preocupados em serem extorquidos por policiais corruptos, ou mesmo violentados quando estão portando uma pequena quantidade de maconha.
O álcool, que é muito mais perigoso, é consumido livremente e este sim, é causador de muitas tragédias.
O maconheiro não mata nem espanca ninguém se tiver fumado um cigarro.
Isso é muito grave, no entanto o tratamento que a justiça deveria dispensar a um, dispensa a outro muito mais inofensivo.
Eu entendo que a política das drogas no Brasil deve ser revista.
Não adianta a gente querer imitar os EUA em tudo. Eles são uns hipócritas filhos da puta, q proibiram a maconha porque era infinitamente menos lucrativo que o petróleo. Por isso incutiram nas artes, nas mídias q a maconha era o demônio, quando todos sairiam ganhando c sua proibição. Os laboratórios, as fábricas têxteis e principalmente os banqueiros. Essa é a verdade.
Bj.