quinta-feira, 23 de maio de 2013

Brasileiros por acaso, rejeitados no Tio Sam

                                 
E, viva a exceção !

O Congresso estadunidense tem em seus quadros os vingadores dos seus filmes. Um representante do estado de  Ohio, se deu como justiceiro com o Brasil porque não extraditou brasileira, homicida de  um militar, medalhado nas guerras de seu país. A mulher alega que o matou porque o cara pensou que , ainda, estava nas areias do golfo, estuprando e  matando pessoas em festas de aniversário e de casamento.
A Constituição Nacional proibe a deportação de brasileiros acusados de crimes em outras bandas. A sofreguidão em julgar mulher, que matou matador nas guerras para provar hegemonia , seria condenada in limine. Pelo menos não foi aviador, pilotando sem rumo, trombando com outro em espaço aéreo brasileiro, matando  muita gente. Os pilotos estão impunes nas terras do Tio Sam porque também não podem ser deportados.


A vingança do deputado de OHIO  cancela a possibilidade de visto permanente a brasileiros, mantidos os temporários para trabalho e turismo.

Eu acho ótimo. Assim , brasileiros por acaso, serão obrigados a ficar no Brasil e contribuir para a construção da nação em vez de sair e só voltar quando a coisa ficar melhor para eles.O Congresso nacional  é que devia lançar projeto de lei, proibindo a entrada de ex brasileiros que ficam , de longe, injuriando os brasileiros e o Brasil, e, não queimam suas caravelas.


A coisa, então, fica clara: Ninguém quer  aceitar gentinha que se dá como bom demais para o Brasil.Que vão para  terceiros lugares e não olhem para trás. Periga transformarem-se em estátua de sal. Façam bom proveito.


Leiam :AQUI
E, mais: KLIKA

2 comentários:

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Eu nunca tive vontade de conhecer os Estados Unidos. Se o crime foi praticado lá, a mulher deve ficar presa nos EUA. Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

Flavia Pardal disse...

Também não gosto quando brasileiros que resolveram viver em outro país, se acham no direito de nos criticar, é fácil falar quando se está longe. Agora, quanto aos crimes cometidos em outros paises por brasileiros, bom, eles tem que respeitar as leis do lugar onde vive, simples assim.