terça-feira, 23 de julho de 2013

Homenagem a Djalma Santos

                                

Morre Djalma Santos. Quero prestar minha homenagem ao jogador de futebol que vi jogar na inauguração do Mineirão nos anos sessenta do século passado.  Eu acho que ele jogava pelo Palmeiras. Em uma jogada espetacular ele quicou a bola na cabeça e atravessou o campo todo, só dando o passe quando chegou  na área do time contrário. Foi fantástico vê-lo, quicando a bola e os jogadores correndo ao seu lado. Inesquecível para mim que nunca tinha ido a um estádio.

Diziam , na época, que ele treinava uma hora a mais do outros jogadores. Não sei porque ele não deu uma entrevista a quem pesquisasse sua vida esportiva. Talvez, porque tinha péssima dicção, ficando difícil de entender o que ele dizia.

Seu maior feito foi ter sido eleito,  na Copa de 58 quando o Brasil foi campeão, o melhor lateral direito da competição com apenas a disputa de um jogo, a final contra a Suécia.

Mais um brasileiro que se vai e ficará na minha lembrança. Foi um dos meus preferidos.

Algo mais? KLIKA

Para sempre ? KLIKA 

3 comentários:

Lulu on the Sky disse...

Não acompanhei a carreira dele. Quando ele jogou eu nem era nascida, mas sei que ele foi um grande jogador.
Ótimo dia
Big Beijos
Lulu on the sky

Moita disse...

Magui, ele fez quase 200 jogos pela Seleção Brasileira e só cometeu 17 faltas; uma média de uma falta a cada 11,7 jogos. Nunca foi expulso em toda sua vida esportiva. É considerado pela FIFA como o melhor lateral direito de todos os tempos e está, óbvio, na citada seleção de todos os tempos Oficial da FIFA.

Moita disse...

Errata: 112 jogos, 17 faltas; média de 1 falta a cada 6,6 jogos.