sábado, 4 de outubro de 2014

Degolas e degolas

                                
E, com uniforme, método e cabeça apoiada para foto !!!!!

As degolas de cidadãos estadunidenses, continuam pelas arábias. Jornalistas abelhudos, circulando na terra do inimigo. E, que inimigo! Do  olho por olho.

Gente, metendo o bedelho na casa dos outros. Fofoqueiros modernos substituem os leva-e-traz de antigamente. Como se ficar bisbilhotando tiros e mortes mudasse algo. Não havia nada disso no tempo de Napoleão e , nem por isso, o resultado foi outro. Ninguém filmou Nelson e, mesmo assim, ele foi julgado e executado.

Já surgem nos EUA formadores de opinião, defendendo a não intervenção dos povos. Mas para os EUA seria preciso depender menos do ouro negro. Que o tacão dessa gente, paga pelo povo e cobrado, na volta, com seus surtos psicóticos, não passeie por aqui.Destruir o Iraque não conta. 

Uma amiga disse que seu marido foi fazer curso em São Francisco/ EEUU, recebeu convite para trabalhar. Semana passada, sofreu discriminação no saguão do hotel por funcionário negro. Por lá,branco discrimina negro e este, por sua vez, discrimina latino. Tudo bem dividido na cabeça dessa gente. Degolas são degolas, desde que não seja tudo filmado.

Tomara que o marido da minha amiga não volte influenciado por gente que não se mistura nem em pensamento. Árabe é só gente de turbante  que atrapalha o bem bom do império e brasileiro é vagabundo que adora dançar carnaval o ano todo.

Holaaaa!  KLIKA

Um comentário:

Carlos Medeiros disse...

Falam que brasileiro é racista, alguns até pode ser, mas pior que nos EUA acho difícil. Abraços....http://grandeonda.blogspot.com