sábado, 27 de fevereiro de 2016

Resultado da orgia

                                                                             

Chefe Boran apareceu com mais dois filhotes nas costas. Bem maiores que os anteriores, nascidos no segundo semestre do ano passado. Dessa vez, sem medo algum, chegou a dar-me as costas enquanto comia. Poderia ter pego os filhotes mas não vou faltar à confiança do Chefe. Nem pensar. Mesmo porque estão na fase da amamentação.
Na quinta-feira passada, dia 18 de fevereiro, eu ouvi gritos altos e longos de sagui. Procuramos de onde vinha. Era da árvore onde eles dormem. Na parte da tarde. Pode ser quando nasciam os bichinhos porque,realmente, são muito grandes.

Hoje, o adolescente, nascido há mais de um ano, carregava um irmão nas costas. Quase que ele caiu , uma bagunça. Esperei que fosse  esborrachar no chão. Mas o irmão mais velho colocou-se em uma forquilha até o filhotinho conseguir agarrar nas costas. Um privilégio ver essas cenas, merecedoras de ser gravadas por um profissional. 

A continuar esse sapeca iaiá, logo estarei no meio da macacada. Dois filhotes por semestre, Deus nos acuda!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Em direção à reta final

Marca do sagui no limoeiro. Não é seu retrato? Então...
                                       
De toda forma, hoje é meu niver. Grandes coisas! Fazer aniversário é contagem para mais um quilômetro, em direção ao fim. Se não fosse Maurício, que precisa de mim, podia morrer agora. Se tenho boas lembranças ou más, não sei. Não olho prá trás.

Cheguei aqui como todo mundo, equilibrando na corda bamba. Segurando firme quando alguém empurrou só para ver eu esborrachar lá embaixo. Não caí, porque o que tem que vir virá. Não viemos aqui só para dançar  o rock'n'roll. Quando se tem a consciência que fez o que pode; se não deu, não vou carregar nada nas costas. Nunca deixei passar nada. E, colocado no papel e assinado. Quer descartar? Que o faça...  Ninguém põe comida na minha mesa. E, nos tempos de hoje, a era das denúncias e condenações antecipadas, quem está na chuva é para se molhar. Aos inimigos? Banana... A adrenalina sobe e só não pode me matar, como papai alertava.

Nasci de quase dez meses, em casa, de parto vaginal. A parteira Dona Vera. Na garupa. Papai dizia que foi a única vez que sua moto não pifou na subida da rua. Com Dr. Arnaldo e Frei Zacarias ( Vigário da igreja do bairro ) passando lá em casa, preocupados com mamãe. Sou a segunda de seis. Cinco mulheres e um homem. Embora meu irmão, um piadista de primeira, dissesse que isso era na certidão de nascimento.Um calor dos infernos e mamãe pesada, com dificuldade  para andar. Naquele tempo as mulheres morriam de parto.  Eu não saía e ninguem sabia se passava da hora. E, ainda tem bestunto contra a cesária! Quando nasci, tinha cabelo, sobrancelhas, cílios e unhas crescidos. Não pesavam os nascituros mas não era pequena. Minha avó materna, que é minha madrinha de batismo, dizia que eu era o nenem mais bonito que ela vira. Pudera, com esse histórico, nasci com quase dez meses !

Podia ter sido dona de casa, cuidar dos filhos e com marido barrigudo a dar-me ordens mas optei em abrir caminho na história, no facão, num tempo em que mulher raçuda era sapatão ou mal amada. Dito na cara. E, eu, onça na tocaia sem sequer rosnar. A única pessoa que podia mandar em mim e não o fez está morto. 

Tamo junto! Que venha mais trinta...

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Peitada básica

                                          
Delcídio Amaral, Senador da República, representante do estado de Goiás,preso porque foi gravado,tramando fuga de um acusado na Operação Lava jato. Ficou oitenta e três dias em cana. Passou o Natal, Ano Novo e carnaval no xilindró.

Como ressalva, não é crime no Brasil tramar ou planejar crimes. A lei diz que atos preparatórios não são puníveis por lei. Portanto, se a acusação é essa, sua prisão é arbitrária, não pode ser preso. Ninguém pode ser preso se não houver capitulação de crime. Talvez, os jornalistas que veiculam as notícias tenham fornecido dados errados. São neófitos na matéria e não é novidade alguma.

O que interessa para nós é que, ao ser solto essa semana, disse que se for cassado pelo Senado vai entregar todos os senadores. Que não irá sozinho. Pelo que eu saiba, ameaça desse tipo quem faz é bandido de carteirinha a seus comparsas. Ou pistoleiro, sicário preso por algum crime de mando.

Se eu fosse senador peitava esse cara lá dentro do Senado. Mas não era na tribuna. Era peitada de verdade para ele saber que, se ele tivesse alguma treta em comum comigo podia delatar mas as minhas tretas pessoais não era doido para fazê-lo. Bandido que mostra arma e ameaça tem que ter réplica à altura. E, nenhum senador fez nada. Todos calados. Não existem machos como antigamente! Ou é muito rabo preso...

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Os fornicadores

- Ups...
                              

Que horror as fofocas de alcova do ex presidente FHC! Um cara com pose de vestal, deitando cátedra de bem casado. E, a amante vingativa? Jornalista da Globo, correspondente internacional. Quando falava parecia que era a última palavra. Na mesma época da fornicação. E, o filho que ninguém quer ser pai? Não tem pai. E a mãe não se importa que se façam exames de DNA sem sua participação, no estrangeiro, para provar que o homem não é filho do catedrático de araque. Tal qual qualquer jogador de futebol semi analfabeto e suas marias chuteiras ou cantor sertanejo barrigudo e itinerante. E, para sustentar a amante, jornalista bem paga pela maior rede de comunicação do país, o político respeitado fez contrato fictício de trabalho. Eu nem entendi do que se trata. Essa gente dá tratos à bola para coisas simples. Por que não monta uma casa e vai morar com a amante como sempre foi feito. Garrincha e João Goulart disputavam a mesma vedete, inclusive  na base do tiro, dado na fechadura pelo presidente da república que chegou no apartamento da moçoila e ela não quis abrir a porta porque o jogador do Botafogo estava lá dentro. A marafunda é sempre a mesma. Simples assim. Em um país de bacantes semi nuas na televisão, os homens letrados navegam nas mesmas águas. E, a vingativa, como qualquer mulher de poucas letras, na choradeira de amante descartada, envelhecida e sempre feiosa chora pitangas por o que, ninguém sabe. Deve ser porque o velhote metido a moço trocou a jornalista pela secretária,  na cara da esposa em um matrimônio administrativo. Vir a público expor-se em um momento político moral e eticamente fazendo água por todos os furos, contando intimidades de puteiro... Odeio mulher por isso mesmo. Não conheço nenhum homem que tenha posto a cara a bater, dizendo que foi amante de alguma mulher gostosa, só para vingar-se ou promover-se. A não ser em mesa de bar, de botequim fuleiro e com a cara cheia de rabo-de-galo, contando potoca para os amigos de copo.

O mundo já teve homens mais corajosos e mulheres mais descaradas. Eram amantes e quem não gostasse que se danasse. Imagino esses merdas fornicando. Só de pensar me dá vontade de rir...

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

O sistema amarra e não larga

                      

Por esses dias apareceu uma proposta no Face para que fossem publicados textos sobre a maternidade com indicação de dez outras. Como mulher é estúpida ! Não me canso de admirar a capacidade de ser imbecil da mulher. Depois eu li que essa ideia nasceu nos Estados Unidos. O gado feminino só falta babar. Não percebem a jogada do sistema para enquadrar a mulher que não quer saber de ficar atrelada aos filhos. Não quer e não pode. E, o estado não pode abrir mão do conceito tradicional da maternidade porque não sabe o que fazer sem ele. 

Coitadinhas das meninas. Fui indicada por várias e levei alguns dias, pensando em como sair dessa massada. Eu não queria ser grosseira com quem é muito gentil comigo. Acabei optando em direcionar minha resposta para a primeira que me indicou.E, finalmente, achei como fazer um texto que reproduzo:


Angela Fialho , vou atender, em parte, seu comando sobre publicar fotos com relação à maternidade porque não posso faltar com você. Entretanto quero dizer que não acredito nos conceitos impostos pelo sistema e nem como ele é conduzido com destaque sobre a mulher. São conceitos ultrapassados usados para dominar. Ao dar destaque à mulher, deixando o homem em segundo plano como provedor. o sistema valoriza o que não tem o mesmo valor, a paternidade. Hoje ambos são parceiros, e o conceito vigente é do tempo de Napoleão Bonaparte. O espaço é pequeno e não dá para exposição de teses mas a foto mostra que, na minha casa a mãe não era eu. Inclusive presto homenagem não só à maternidade mas, também, aos homens que são proibidos de ser pais, exatamente porque muita mulher considera a maternidade sua propriedade.
Saudades eternas da melhor pessoa que eu conheci na minha vida e que deu-me a honra de ser mãe dos seus filhos.

E, coloquei a foto que encima este texto.
Só para registro porque no Face se perde e a cretinice da iniciativa precisa ser registrada. Até quando?


terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Surtou

            
                                             
                      
Ninguém tem uma doença quer não seja hereditária. A manifestação pode vir cruzada mas a origem está em alguém da família.
Bebida nunca me fez bem. Bastava eu tomar uma caipirinha ou uma latinha de cerveja para passar mal. Chegava a  vomitar na escada lá de casa, quando voltava de uma festa ou de um barzinho. Papai nunca duvidou quando eu dizia que não havia bebido. Provavelmente, porque ele me via nas festas ou nos fins de semana onde todo mundo enchia a cara e eu não.

Assim, quando eu tive um surto de gota, há uns dez anos, não pude acreditar quando o médico fez o diagnóstico. Eu me espantei e disse a ele que eu não comia fritura há anos, nem carne vermelha. Minha comida é natural e  quase sem sal pois me faz mal. Então, ele olhou-me com ironia e perguntou se havia alguém com gota na família. Todos da família da mamãe tinham ou tem gota. Tio Manolo, às vezes, sequer podia andar.

Mas não é a alimentação o principal que me dá gota mas a falta d'água. Segunda-feira precisei ir a Vila Velha e saí cedo. Não bebi água e suei como sua-se nesse lugar. Conclusão, tive um surto com manifestação na minha mão direita. Quando não bebo água  eu sinto que estou batendo pino. Mas é tanta coisa para olhar, tanta responsabilidade que alguma coisa se perde. Como eu ia ficar andando de um lado para outro não bebi água para não precisar ir ao banheiro.

Agora, tenho uma noção do que irá me matar. É que eu penso de como vou morrer e deve ser de algo oriundo da minha má fabricação de ácido úrico.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Tocando o terror

Olha  aí o bicho doido, sobre o  retransmissor de sinal
                                           
Muita gente quer conservar a lucidez fazendo palavra cruzada. De cruzada basta a minha vida e  o que tive que enfrentar. Quero manter minha jovialidade, minha adolescência mental . Não quero passar a ser o que o sistema me impõe. Nunca fiz isso, sequer quando menina e não vai ser agora.

Mulher de um lado e homem do outro? Nunca ninguém me viu entre mulheres com conversa cri-cri. Nunca tive medo de nada. Se eu não fosse assim não teria a coragem de mudar-me para Vitoria/ES, enfrentar até pistoleiro no exercício da advocacia iniciada em 1970, sem conhecer ninguém,  nesse lugar atrasado até hoje. Haviam três mulheres advogando no forum, duas e mais eu. Duas formadas na faculdade do ES. Uma delas filha de família de prestígio, era tratada na palma da mão. Eu uma desconhecida. Tive que mostrar minha carteira para os juízes quando fui fazer audiência, pedi a eles que a assinassem,  tenho guardada até hoje.

Depois, com a morte do meu marido quando eu tinha quarenta anos, em um lugar onde mulher sozinha era tida como mal amada ou  puta, criei meus filhos sozinha. Imaginem no meio machista da advocacia. Mas,sobrevivi para esse momento e hora, como escreveu Gonçalves Dias em seu poema. Envelheci mas não estou a velha como o sistema impõe a uma mulher: Seja mãe e seja avó. O caramba! Meus filhos estão criados e minha neta não é filha de uma filha. Se o sistema tira os filhos de um homem que separa da mãe, que a avó também faça parte do bilu-bilu.

A internet e a modernidade dos aparelhos e sistemas são minha meta. Domino uma parte comum ao comum. Inconformada por ter comprado um HD externo que não funcionava para o que me propus, procurei um técnico. Simples, resolvido. Foi configurado, vou gravar no HD externo pelo aparelho retransmissor via satélite e depois uso na televisão. Minha televisão só falta falar e hoje vou testar a forma de gravar o que pretendo.

Vovó, fazer docinho de mamão pros netinhos e dizer que não consegue manipular o sistema da net? Vão ver se estou na esquina.

Olhando pelo retrovisor

                                
Boran Aga
                                   

Conhecer os vários recursos das mídias, formas de gravação, como guardar as publicações e gravações é ter contato com uma rede intrincada de aparelhos , fios e sistemas.

Comprei um HD externo para gravar a novela Sila. Quando fui testar entrei em pânico. O aparelho que comprei é de 550 GB, só grava no computador. Eu quero gravar na televisão. O aparelho custa caro. Como não preciso de um HD de um Tera optei por esse mas o diabo não grava na televisão e nem no aparelho de transmissão da TV a Cabo. 

Então, Maurício tem um HD de um Tera, vai passar os filmes dele para o meu HD, liberar espaço para eu gravar a novela. E  mais, não posso gravar direto na televisão porque o sistema de Guarapari é analógico e a gravação só pode ser feita pelo sistema digital. 

Interessante é que o governo deu prazo para a mudança de sistemas mas não aplicou e nem exigiu que o fizessem. Não há nenhum controle e a população é que tem que ficar no atraso. Mais uma que esse governo planeja, monta o teatro que vai fazer mas  engabela o povo.

Eu vou tentar sobreviver nesse marasmo de lugar retrógado. Gravar um filme ou novela que se gosta é um privilégio dos tempos modernos, para quem não tem opção cultural como teatro ou cinema, sequer shows ou apresentações culturais de concertos de qualquer arte  de umas cidade grande. Quando era o tempo das fitas cassetes, eu gravava o que eu queria.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Coração selvagem


                                       



Eduardo Palomo e Edith Gonzales
                                                   

A melhor novela de todos os tempos. Passou quatro vezes. Duas vezes no SBT e duas no GNT. Gravei na segunda vez na GNT, dublada em português, quando passava na hora do almoço. Perdi algumas cenas porque minha empregada embananou-se quando tive que fazer audiência e não pude esperar para gravar. Essa novela foi gravada em 1994 com o ator protagonista Eduardo Palomo e Edith Gonzales. Ele faleceu de um infarte fulminante com pouco mais de quarenta anos. Essa novela ele fez com quase trinta. Ficou tão marcado pelo papel de Juan del Diable, João do Diabo, que não conseguiu ficar livre da novela até sua morte. Até hoje é considerada no meio noveleiro como a melhor novela de todos os tempos, no mundo todo.  Teve quatro versões no México mas nenhuma delas fez o sucesso dessa versão.
Eu quero guardar nessa página porque a Televisa está bloqueando a novela no Youtube e essa cena é muito boa. A minha gravação foi feita em fita cassete, mandei passar para o DVD e estou com vontade de mandar passar para um HD externo que eu comprei para gravar a novela Sila que vai passar na Band. O protagonista de Sila, Boran Jenco , Boran Aga ou Chefe Boran, interpretado por Mehmet Akif Alakurt não é superior a João do Diabo mas é o segundo da lista. Só João do Diabo lhe supera porque é imbatível na caracterização dada por Palomo. 

E, minha homenagem a um ator que não pode desaparecer sem mais nem menos, retirado da nuvem, quando deu tanto prazer a tanta gente no mundo todo.Vamos ver se a Televisa vai excluir essa cena no futuro.



                                                                                

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Muitos brasis em um só


                                    



Moro fora de Minas Gerais há décadas e muitas vezes  sinto que a minha fala não está sendo entendida. Agora sei por que.

Rita Lenoir

"MINEIRO não fica solteiro, ele fica sorto na bagaceira".

"MINEIRO não conserta, ele "imenda".

"MINEIRO não bate, ele 'senta-le' a mão.

"MINEIRO não bebe um drink, ele "toma uma".

"MINEIRO não é sortudo, ele é "cagado". (kkkkkk)


"MINEIRO não corre, ele "dá uma carreira".

"MINEIRO não percebe, ele "dá fé". (a melhor de todas)!


"MINEIRO não sai apressado, ele sai "desembestado". (Show essa palavra)!


"MINEIRO não aperta, ele "arroxa".


"MINEIRO não dá volta, ele "rudeia". (a melhor do dicionário).


"MINEIRO não ouve barulho, ele ouve "um trem".


"MINEIRO não quebra algo, ele "tora".


"MINEIRO não fica triste, ele fica "encabulado".


"MINEIRO não desconhece seus conterrâneos, ele pergunta 

"é Fiii de quem?"
.
"MINEIRO não dá
 bronca, "ele dana"
.
" MINEIRO não se dá mal, "se lasca todinho".


"MINEIRO quando se espanta não diz: - Xiiii! Ele diz: Uaiiii!


Minino!


"MINEIRO não briga, "Quebra o pau".


"MINEIRO não fica bravo, "vira o zetélo".


"MINEIRO não fica apaixonado, ele "arrêia os pneus
Tela: "Na estrada" - Ernandes Silva

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Por trás do que vemos

                                    
- Enquanto eu viver, você irá comigo
                       


Não posso olhar para trás...
No mínimo me dá insônia.
O cérebro rastreia tudo e só mostra o que não deve.
Saudade ou lavagem cerebral?

Um carnaval, muitos carnavais


Será que fazia esse solão quando eu estava na faixa etária 
dos vinte anos? E, pra mim não era nada... Passava o dia ao Sol, sem protetor solar , refrescando no mar de águas frias. Tomava batida de caju no Siribeira, ouvindo música carnavalesca no ultimo decibel... Tudo numa boa. Foi muito bom. Pobre de quem passa a mocidade vendo filme na frente da televisão , em pleno carnaval , e deixa o cavalo encilhado passar.


                               

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Burning love






Porque é o maior artista de todos os tempos ...
Porque é um fenômeno sem explicação ...