quinta-feira, 31 de março de 2016

Dançando o forró como ninguém



Já coloquei tango, samba, balé e agora este forró.
Música e dança bem brasileiras, contém a alegria, a descontração . o virtuosismo dos dançarinos. Até no cenário, mostra o espírito livre e alegre da dança típica do nordeste.

Matosinhos dos Teclados.

Melhor que Michael Jackson



Da curta metragem de Aloysio  Raulino, Porto de Santos, música Olha o Tirim com Clésio dos Teclados.

Se fosse Michael Jackson seria um sucesso, adorado por milhões.
Eu acho muito melhor.
Atentem para o detalhe do cachorrinho.

domingo, 27 de março de 2016

Meu presente da Páscoa


                                                      


Com os meus votos de Feliz Páscoa para todos que por aqui passam ...



                                       KLIKA AQUI

sábado, 26 de março de 2016

A primeira, vai-se

                          


Maria Ignês de Castro Álvares

Quero deixar meu tributo à Maria Ignês, à sua inteligência e firmeza. Tivemos uma convivência diária dos 10 aos 18 anos. Sentávamos juntas na mesma carteira ou duas carteiras juntas. Tive influência dela na minha visão de mundo e li livros por sua indicação . Pois aos 14 / 16 anos líamos Sartre, Gorki, Thomas Morus, Platão , Simone de Bouvoir e discutíamos nos horários vagos. 
Seu espírito indômito será sempre lembrado por mim.
Nestes poucos meses que retomamos aqui no Face, depois da nossa comemoração dos 50 anos de formatura do Curso Normal, foi prazeiroso.
Lamento que estejamos sem sua presença e desejo pêsames aos familiares e amigos.
Para sempre em nossa saudade!



Discreta, espirituosa, justa, enganjada, socialista, amiga de todas as horas. É assim que me lembrarei de você, doce amiga Marinês. Lembrarei de nossas risadas no Sindicato dos Jornalistas que você coordenava com suavidade, das andanças em Lagoa Santa em sua linda casa feita a mão. Sentirei falta de seu apoio incondicional ás minhas loucuras e de poder dizer que sempre nos amaríamos. Sei que você nem ligava para a morte, falamos disso. Também penso assim. Que venha para todos nós como veio para você: suave e rápida. Pena que nós duas não acreditamos em outras vidas. Sabemos portanto que nunca mais nos veremos. Isso é dureza! Mas foi uma dádiva conhecer e conviver com você, amiga querida de nome bonito. Maria Ignês Castro Alvares, muitos beijo

Tiririca: Para os sabidos, altas culturas

             

TIRIRICA ... O trecho mais surpreendente da delação de Delcídio é o que cita o deputado federal Francisco Everardo, o Tiririca. Segundo Delcídio, o deputado Tiririca teria sido convidado a fazer parte dos deputados que teriam como missão barrar a CPI da Petrobrás. Foi oferecido R$ 500 mil para ele votar contra a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigaria o escândalo da estatal. Ele imediatamente teria se alterado e ameaçado bater no operador do petrolão que já estava com a mala de dinheiro para suborna-lo. O operador foi expulso com empurrões e xingamentos. Imediatamente após o fato Tiririca mandou para o senador a seguinte mensagem: Delcídio, não te chamo de excelência, porque você não é excelente. Nunca mais mande ninguém pra me oferecer dinheiro em troca de votos. Voto com minha consciência pensando no que pode ser melhor pro povo. Nem meu partido tem moral de me fazer mudar um voto, quanto mais seu dinheiro sujo. Não entrei pra política atrás de dinheiro. Já passei fome na época do circo. Fiz sucesso e ganhei muito dinheiro. Perdi todo meu dinheiro e todo meu sucesso. Voltei pro circo sem nenhum constrangimento porque lá é minha casa. Me reergui graças ao povo e ao Tom Cavalcante. Mesmo na miséria não roubei dinheiro de ninguém. Não seria agora que sujaria minhas mãos e minha história. Posso estar sendo chamado de otário por todos os outros deputados que aceitaram fazer isso. Não tem problema se ser otário é seguir os passos de Cristo, eu serei pra sempre um otário. Só que meus filhos nunca irão precisar me visitar num presídio. Entendeu Delcídio?
(Eduardo Alencar)

Com a Real Orquestra Filarmônica


terça-feira, 22 de março de 2016

Jogo de poker

                     Chefe Boran e seu grupo de saguis do meu quintal     

Um cliente do escritório de advocacia onde trabalhei era processado pela CAIXA. Ação criminal na Justiça Federal. Era alto funcionário, concursado, ganhava excelente salário.
Exonerado do cargo, ficou em um canto, esperando a decisão judicial que, afinal, o condenou. Foi catar coquinho e nunca mais o vi.
O crime foi de apropriação indébita. Ele tinha a senha do computador para acessar as contas dos clientes e sacava de várias delas. Com a reclamação dos correntistas lesados, foi identificado, processado e condenado.

Um dia, ao esperar audiência, perguntei a ele porque tinha feito aquilo. Um cara bonito, forte, inteligente, ganhava excelente salário, tinha prestígio na empresa, nome na sociedade. E, ele, de cabeça baixa me disse que foi como um jogo de poker. 
Perguntou se eu sabia como se jogava poker. Eu disse que não sabia jogar nada. Ele disse que eu tinha sorte porque gostar de jogar foi a sua desgraça. Pedi que detalhasse a ideia. Ele disse que no poker a pessoa recebe as cartas e vai abrindo devagar para ver  quais são. Chama-se filar. A pessoa vai filando as cartas e isso é a emoção do jogo. No crime que ele cometeu, ele começou tirando centavos das contas, passou para um ( na época ) cruzeiro, depois dois e foi aumentando. Começou com uma, duas contas e foi aumentando. Até chegar a milhares  em várias contas. Todos os dias ele esperava que alguém reclamasse como se fosse o filar no jogo. No passar dos dias ele ia aumentando a quantia  para ver quem reagia. Como em um vício ficou  sem controle. A adrenalina corria em suas veias tal qual um jogador. Até ser apanhado. 

Conto esse fato para fazer analogia com os crimes do Velhaco. Tem muito em comum com o fato do Lula começar mandando em um sindicato e, mentindo, roubando e matando galgar  lugar até chegar onde chegou. Nunca foi pego. Jogou suas cartas uma a uma. Começou jogando baixo e, na medida em que foi ganhando, aumentou o cacife. Para mim continua jogando. Todo dia ele fila suas cartas, esperando quais ainda tem nas mãos, quais serão jogadas. E, faz seu jogo. Sempre ganhou. Mas, um dia ele blefou.
O jogo não acabou mas seus parceiros são duros na queda usam estratégia forte. Talvez Sergio Moro também goste de jogar. Talvez o jogo do Velhaco tenha mudado. Começou a perder mas não abandona a banca. Todo dia ele fila suas cartas. A adrenalina toma conta dele. Podemos ver nas fotos, nos filmes. O jogo continua. Aguardemos.

domingo, 20 de março de 2016

PF, ponha-se no seu lugar de POLICIA

-Para bom entendedor, meia palavra basta !
                               

A Policia Federal faz campanha, esperta, para obter autonomia. 
Seus agentes, espertamente, aproveitam-se do momento histórico para obter vantagens.

A PF foi criada no tempo da ditadura para garantir truculência e receber ordens diretas dos mandatários federais. Nunca pediu autonomia. Nem pode ter. Polícia Federal é como qualquer outra. Não pode ter poder  para meter o pé na sua porta, com touca ninja, armada até os dentes porque recebeu denuncia de alguém que não vai com a sua cara, ou está equivocado  ou quer vingar-se de algo. Talvez uma denúncia vazia. Nem pode  colocar uma escuta             ( grampo) no seu telefone porque desconfia do tamanho do seu carater. Invasão de privacidade é protegida pela CF. Conversa de cliente com seu advogado, pega no meio de outros interesses, não pode ser divulgado. Só pode agir com ordem judicial ou emergência de inquérito. Para agir com ordem judicial tem que ter inquérito policial. E, mesmo assim comete erros. Para não falar de abusos de autoridade, muitos insanáveis. Agir em parceria com a mídia, não.

Policia Federal é como a estadual, tem ordem hierárquica e não pode agir como se fosse dona da verdade. A PF reúne a judiciária e a militar em uma só ao contrário das estaduais, que são separadas. Mas o autoritarismo de quem anda armado é o mesmo.

Vimos escutas telefônicas sendo divulgadas pela PF e ninguém sabe quem foi o responsável, se tinha ordem judicial. Então, colocam conversa de filho e mãe, instrução de advogado a cliente, conversa  politica entre correligionários. Tudo jogado para um povo irritado com a bagunça e a roubalheira, no calor das manifestações.

A presidenta mudou o ministro responsável pela PF. Este declarou que não vai permitir que os agentes federais façam o que querem como se fossem donos da oposição. Ele, como não é político, não falou cheio de dedos mas soltou tudo em recado direto. Aí os puliça ficaram qual porco-espinho, dando gostinho para nós avaliarmos o que seria se fossem autônomos.

A PF, na verdade, quer substituir o papel do exército nacional que está de prontidão para cumprir suas prerrogativas constitucionais, mas confia que a Justiça esteja atenta. E está. Quer decretar intervenção de polícia como se não fossem mais do que isso POLICIA.

Cuidado brasileiro, não caia na conversa de autoritarismo e polícia armada podendo tomar atitude que não é de sua prerrogativa. Nem lhe dê estes poderes. A vida não é filme de Hollywood, com atores bonitões e o final feliz. Não dê poder à cobra que ela toma asa.

sábado, 19 de março de 2016

A sogra

                            

A diferença

                    
                            

O Velhaco tem orgulho de não ter estudado. Ri de quem estudou e recebe suas ordens, cheias de palavrões. Humilhou muita gente sacudindo sua ignorância de comando. Gritou que o discriminavam quando pediam estudo e cultura em um chefe da nação. 
Será que , agora, ele sabe a diferença de quem estudou e de quem não estudou? 
Será que ele captou o que e' lapidar uma inteligência nos bancos da escola e na leitura de livros?
Conta pra ele Sérgio Moro...

Definitivamente histórico

                             

quarta-feira, 9 de março de 2016

Por que o povo reage: A verdade

                      

Texto escrito por Luciano Garcia JJ em um comentário sobre os acontecimentos no Facebook:

Não, o Lula não está sendo "perseguido" porque melhorou a vida do pobre e isso incomoda os "ricos".
Ele está sendo INVESTIGADO porque é um CORRUPTO que ROUBOU o povo (pobres inclusos) e o país.
Ninguém tem raiva do Lula porque ele oferece Fies e dá 60 reais por mês pra algumas famílias.
A gente tem raiva do Lula porque ele depenou as estatais.
A gente tem raiva do Lula e do PT porque eles roubaram o dinheiro da Petrobras, dos Correios, do BNDES, da Caixa Econômica, do FGTS.
A gente tem raiva do Lula porque ele tira dinheiro do povo brasileiro e dá pra DITADURAS da América Latina.
A gente tem raiva do Lula porque ele trata o povo brasileiro (principalmente o pobre) como retardado, com escárnio, dizendo coisas como "o SUS é tão bom que dá vontade de ficar doente", tirando barato da saúde de quem não pode se tratar no Albert Einstein e no Sírio Libanês.
A gente tem raiva do Lula porque ele é bilionário e diz que é operário, chama classe média de rico, e promove o ódio de classes como estratégia de dividir o país para conquistá-lo.
E finalmente: a gente tem raiva do Lula porque, apesar do que diz, ele NÃO resolveu a situação do pobre. Ele apenas deu uma esmola temporária. O pobre continua sem emprego, sem ter como se sustentar, sem saúde e sem educação minimamente dignas.
Lula é um coronel populista, que usa os menos favorecidos como massa de manobra através de medidas eleitoreiras pagas com dinheiro público. E é um LADRÃO. Um CRIMINOSO.

O homem é lobo do homem



                                    



Quando nós éramos pequenas Maria Inês, minha irmã era chamada de onça.
Acho que lobo seria  mais apropriado. Todas  nós, nunca fomos muito de nos prestar a  fazer parte de circo.

Não no sentido de Hobbes mas de não receber e cumprir ordens sem noção e nem fazer que nos comandassem: - As filhas do Luciano!

quinta-feira, 3 de março de 2016

Um presente para meus amigos do blogue



Para aqueles que aqui veem ver o que tem de novo, meu presente.
Tem coisas na vida que não podemos passar sem ver na net.
Já coloquei tango, samba, pop. Sou descendente de espanhóis. Minha avó materna chegou em Belo Horizonte com três anos. Nasceu em Salamanca, província  de Bidigudillo. Ela casou-se com 23 anos e meu avô Pedro, italiano,era viúvo com três filhos. Teve dez.  Seu nome de solteira era Margarida Gomez e Gomez.
Em um encontro da família, queriam fazer tudo italiano mas protestei, dizendo que deveriam inserir algo espanhol e, para surpresa minha, todos se espantaram. Eu era a única que gostava de flamenco, ver touradas em filmes e olhos espanhóis, dos homens evidentemente.

Nesse filmete, juntar Elvis e dançarinas espanholas, é emocionante. Penso que se ele pudesse ver essa montagem, ficaria feliz, pois juntar mulher, dança e arte era o seu domínio. Inclusive Elvis gravou Spanish eyes, uma maravilha de interpretação.
Essa gravação sofreu nova mixagem mas é do filme Fun in Acapulco.