segunda-feira, 24 de outubro de 2011

À decomposição de Kadhafi

A vida e morte de Kadhafi é toda impressionante. Um indivíduo se dá como deus para mandar e desmandar em uma nação. Mas o que me impressiona é o que ele fez com seus filhos. Especificamente com Moutassim, morto pelos rebeldes de uma forma que não recomenda nenhuma revolução.
A  net, com todas as qualificações que sabemos, veio , também, para mostrar claramente a capacidade que o ser humano tem de ser cruel e pouco generoso.
Um filmete  mostra o filho de Kadafi, um rapaz magro, delicado, de gestos leves ao tomar água, sentado como se lambesse suas feridas. Enquanto isso, o seu matador andava como um animal , em sua frente, sabendo que ia matá-lo. É apavorante.É este o exemplo do povo que tomou o poder e vai mandar no país.

Pois foi Kadafi que levou seu filho para este tipo de morte.Ao conduzir sua vida e levar seus filhos com ele, decidiu tudo, como complemento de seus atos levou sua família. Ao não se render, o filho ficou junto ao pai e morreu e fedeu com ele.

A humanidade não pode vangloriar-se de nada do que aconteceu, pois alimentou o ditador quando lhe servia e descartou-o quando achou que devia. Seu filho morreu por não abandonar o pai e seu assassino, representa a covardia das guerras, das revoluções de sempre,dos jogos de interesses que nos faz marionetes  ainda porque não vimos as cenas como desta vez. 


Senão? Klika

Nenhum comentário: