segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Invenções argentinas


Existe um documentário com o título: Descobriendo La Argentina Insolita - Inventos Argentinos. Nele, mostra que existe na Argentina uma Academia de Inventores, sediada em Buenos Aires.

Então, fiquei sabendo que a caneta esferográfica, inclusive com clic, foi invenção de um argentino. Ele acabou vendendo sua invenção para a BIC.
Outra invenção foi o ônibus. A idéia de um carro onde pudesse transportar muitas pessoas e cobrar surgiu de um argentino. Ele inventou a lotação que depois originou nos ônibus de vários tipos e que vemos hoje.

Mas a maior invenção foi a datiloscopia, isto é, a identificação através da impressão digital.O inventor era policial e custou a convencer as autoridades da eficácia de seu invento até duas moças serem assassinadas.Foi preso um vizinho mas o detetive, com o seu invento, descobriu que o autor das mortes foi a mãe das moças.

Ele viajou à Europa e EUA para divulgar o seu invento e conseguiu torná-lo uma das grandes armas na elucidação de crimes pelo mundo todo.

Estes benfeitores da humanidade deviam ter mais divulgação. Eu não consegui guardar o nome do inventores porque a reportagem passou muito rápido e no site não tem nada.Mas achei interessante sua divulgação mesmo porque há o equívoco sobre a autoria , quando ingleses e EUA se passam por seus autores.

7 comentários:

J.F. disse...

Magui, são coisas curiosas e interessantes de se saber. Quer mais uma curiosidade? Santos Dumont precisava de um relógio que fosse mais prático para olhar, do que aqueles cebolões de bolso. Assim, ele improvisou um sistema de correias para prender o relógio no braço. E estava inventado o relógio de pulso! E raramente se vê o crédito dessa invenção super útil.
Abração.

Jens disse...

Oi Magui desconhecia o gênio inventivo dos argentinos. Mas a criatividade deles não se esgota aí; quando não inventam, los hermanos não tem pejo de apropriar-se das idéias alheias. Este é o caso de um espertinho portenho que tentou assumir a paternidade do spray usados nos campos de futebol para demarcar o local das faltas. A invenção, devidamente patenteada, é de um mineiro de Uberlândia.

Beijo pra você.

Anônimo disse...

Quanto a Datiloscopia o nome dele Juan Vucetich (http://www.juanvucetich.com.ar/), saiba mais tambem em http://www.revistanet.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=699:dia-do-datiloscopista-o-que-e-um-datiloscopista&catid=1:latest-news&Itemid=89

Maria Olívia disse...

Não sabia que existia argentinos invetores. Foi bom saber, eu creio que eles não sabem como valorizar seus trabalhos. Um abraço

DO disse...

Não vamos enaltece-los muito,senão seu orgulho e prepotencia alcançarão niveis estratosféricos,rsss

Beijo,Magui

luluonthesky disse...

Magui, acredito que todo mundo tem a curiosidade de saber como as coisas foram inventadas. Aqui em SP, tem um museu das invenções.
Fiz um post do Elvis que vc vai amar.
Big Beijos

Blog do Beagle disse...

Vivendo e aprendendo. Gostei desses novos conhecimentos.
JF, Santos Dumont pediu para Cartier montar um relogio amarrado no pulso, uma das invenções mais popularizadas do mudo! Bjs. Elza