quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Me engana que eu gosto...

           
          
Tomou posse o eleito presidente do Tribunal Superior de Justiça. Mais um discurso, prometendo acelerar o andamento processual. Já ri tanto que não sei se minha barriga dói mais do que os músculos da minha bochecha. Quem convive com a máquina judicial tem  pouca contração de felicidade na cara. Os músculos faciais ficam enrijecidos.

Por um acaso alguma processo anda sozinho nesse país? Discutem muito a democracia quando o alvo é o executivo  ou  o legislativo. Mas, quando há  um poder onde a pompa ocupa o lugar da atenção em dirimir conflitos, não existe democracia. 

2 comentários:

DO disse...

Verdade. Ô lugarzinho cheio de gente que se acha,rss

Flavia Moura disse...

Um saco.
Depois que morrer, vão tudo feder como costuma acontecer.