sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Funcionários federais, estes apátridas!

Os funcionários públicos federais entram em profusão de greves por aumento de salários. Este pessoal se acha ! Por fazerem concurso público consideram-se privilegiados como se quem não fosse como eles possam ser considerados frustrados. Tudo herança das capitanias hereditárias incrustradas na medula de quem não quer compromisso com a pátria.

Usar o dinheiro público para o próprio benefício remonta há séculos. Para virem para o Brasil  com D. João VI, portugueses fujões invadiram propriedades de cariocas e tomaram conta de tudo como se fossem superiores aos brasileiros .Muitos imigrantes vieram para o Brasil pagos pelo dinheiro público. Meu avô italiano gostava de dizer que havia vindo para o Brasil por sua própria conta e não pela imigração.Os funcionários públicos de Ouro Preto aceitaram vir para Belo Horizonte se ganhassem terreno e quantia para estabelecerem. E, lá está o Bairro Funcionários. A capital da república também teve que pagar para os funcionários públicos do Rio de Janeiro mudarem-se para a nova capital. Color é odiado por boa parte dessa gente pois pos na rua quarenta mil funcionários que sequer compareciam no local de trabalho mas recebiam no fim do mes o dinheiro público sem merecimento.

São os maiores salários da república e não prestam contas a ninguém pois possuem um bem que nenhum outro trabalhador possui: a estabilidade.

Dilma  foi constestada, aos gritos, por grevistas federais, pagos pelos brasileiros que não recebem dinheiro público e lutam pelo seu sustento nas marolas das crises. Por aumento dos salários, em evento no interior de Minas Gerais, a presidenta da república disse que, na crise atual, não há como atender. Estes apátridas não querem saber as prioridades dos brasileiros , os trabalhadores comuns, sem estabilidade. Sempre foi assim e alguém precisa dizer a verdade para eles perderem a pose.

Embora não tenha repercussão desejada, quero fazer voz à presidenta. Esta mulher não me decepciona!

Vão trabalhar , seus folgados!

4 comentários:

Lulu disse...

Dilma está botando ordem na bagunça, agora precisa ver se vão deixá-la seguir com o mandato até o fim.
Big Beijos

Moita disse...

Magui

Concordo, plenamente, com você.

Muito embora, meu tetravô tenha vindo de Portugal junto com as Capitanias e Sesmarias.

Click no Link: http://www.panoramio.com/photo/62181662?source=wapi&referrer=kh.google.com

Esse era meu tetravo. rsss

Moita disse...

Magui

Apesar de você haver me ensinado a postar Links, ainda não aprendi.
Sou um analfabeto em informática. rssssss

Fábio Mayer disse...

O Brasil tem funcionários públicos demais e mal distribuídos. No Congresso Nacional, há no mínimo uns 1000% a mais do que o necessário, mas falta pessoal na Polícia Federal, na Receita Federal e nas agências reguladoras.

Outro aspecto, é que o funcionário brasileiro ganha MUITO mais que o similar da iniciativa privada e esse custo absurdo, que se protrai no tempo com aposentadorias integrais, impede a contratação de mais gente e a melhoria dos serviços.

E por fim, reivindicações absurdas: certos setores da PF querem aumento de 157%, ganhariam de salário inicial algo em torno de 15 mil reais em início de carreira.

E a partir disso, as distorções. Um professor universitário chega ao fim da carreira ganhando 8 mil, um delegado de polícia federal, 23 mil. Mas a importância das funções é idêntica.

Esse quadro é o legado da "era Lula", onde se contratou muito comissionado e não se fez absolutamente NADA para adequar a folha de pagamento da União às necessidades do país e onde se desenvolveu a cultura do serviço público, onde todo mundo concluiu que bom mesmo é ser servidor público e fugir da dureza que é ser empregado do setor privado ou ainda, de empreender para gerar inovações e riquezas... é um dos piores gargalos do país, o brasileiro desacostumou-se a procurar o progresso!