sexta-feira, 15 de março de 2013

O Papa e a inveja


Com a escolha do novo Papa argentino, cogita-se que ele não teria protegido os comunistas em confronto com a cruel ditadura daquele país. E, hoje, lhe cobram, em  até a deduragem de companheiro de batina. Arre!  Tão bravos e reclamando ajchxuuuuuda de    quem busca na vida outra trajetória.

Comunistinhas, cheios de papo-cabeça, inocentes úteis servis aos soviéticos em confronto de poder com os EUA. Povinho bom para protestar, levar o povo à ditadura, nas reclamações, nas indenizações, nas mutretas pós ditadura e nas cobranças de quem não teve forças para enfrentar , diretamente, o que eles plantaram.
As críticas dos argentinos, dizendo que o Papa Francisco não protegeu os comunistas perseguidos pela ditadura,  demonstram que são terceiro mundistas e a soberba , tão decantada, é puro mito. Cada um que cuide de sua religião e deixe as outras seguirem seus caminhos. Quem procura, acha.

Em tempo: Quem indeniza o povo que ficou à mercê dos dois lados,  degladiando-se?

Visão melhor? KLIKA

2 comentários:

Jota Effe Esse disse...

Será que eles não sabem que, em qualquer país, só ocorre ditadura em função do povo local? A ditadura não nasce do nada, tem sempre uma fonte geradora. Meu beijo.

Lulu disse...

Povo tem que arranjar motivo pra pegar no pé do PAPA né? Que chatice.
Big Beijos