quarta-feira, 22 de junho de 2016

Caio eu, caímos todos ...

- A vida é uma tourada !
                        
A Telefônica OI está em falência. Deve mais de setenta bilhões de reais. Pouco a pouco, sabemos a origem imunda do trânsito desse dinheiro.
O filho do Velhaco tornou-se sócio quando passou de Telemar para Oi. Em sendo sócio, fez convênio com outra empresa de sua propriedade e especializada em joguinhos eletrônicos levando milhões consigo. Valha-me Deus!
De quebra, gastou horrores por uso privilegiado dos serviços da operadora. Para se ter uma ideia, a empresa  instalou uma antena exclusiva no sítio do ex presidente mais ladrão da história desse país. Essa família se deu como uma família real dos tempos da Queda da Bastilha. Pena que nosso sistema jurídico não tenha o uso da guilhotina.

A empresa pediu judicialmente tempo para gerir sua situação calamitosa, arrumar algum ricaço estrangeiro para bancar a bancarrota e fazer as coisas entrarem nos eixos. Podiam me contratar para ajudar as coisas darem certo. É ter pulso firme e treinar melhor os funcionários que ganham seus salários, fingindo que trabalham. De quebra não fazer favor para ninguém, cedendo seus serviços como se fossem balas de chocolate. Tratar a empresa como coisa de necessidade e não como luxo para maníacos por ostentação.

Então, eu estou presa com a OI Conta total light, um programa onde tenho telefones fixo e celular e internet  por um preço metade do normal. Aderi há uns três anos. Se eu sumir daqui é porque sossobrei junto com eles. O pior vai ser o alarme que eu assino e está ligado ao telefone fixo com monitoramento vinte e quatro horas. Comigo cai a metade do país. Deus nos acuda!

O Velhaco e o filho? Continuam soltos, com o velho fazendo política e processando o Juiz Sérgio Moro por abuso de poder. Isso mesmo, para uma coisa serviu, dar um susto no juiz para ele saber como é desagradável ser processado por vagabundo sem razão e não sentenciar a aventura jurídica . 

Nenhum comentário: