quinta-feira, 26 de abril de 2012

Os ladrões dos ladrões

Lindinhos na dança
                           
Uma pesquisa descobriu queda de quase dez por cento no número de telespectadores.Isto que dizer que um número alto de pessoas não quer ver televisão de nenhuma espécie.Preferem ir à internet ou outra forma moderna de rede em computadores onde podem conectar-se com o mundo e programas.

Eu sou uma delas. Minha televisão fica desligada e quando ligo me dá engulhos.Primeiro, um erro absurdo é não podermos  acessar canais de vários lugares. Ao contrário,somos submetidos a ver canais do mesmo lugar que não é de onde moramos ou não nos interessa. Nem falo de onde para não ter problemas  com  habitantes locais.Já me basta ver crimes e maracutaias desse lugar e não quero nenhum habitante destes, vindo me dizer desaforos no blogue.Antena parabólica é uma piada de mal gosto com seus canais de televisão sem critatividade alguma, passando os mesmos programas repaginados e noticiários idênticos, até na sequência das notícias.

Ainda se fala em globalização.Que globalização quando nos impõem até mesmo a aparência de botocados, lipoaspirados e viciados em proteina do leite? Gente enfiada  guela abaixo, tidos e havidos como bonitos e nós, fora do padrão.Impõem estilos, cantoras que mais esguelam e saracuteiam que, propriamente cantam.Aí de quem não goste deste padrão.

Continuo defendendo a tese do pagamento de direito autoral aos bandidos.Há muita gente ficando rica, descrevendo e falando sobre os crimes, sua execução e seus autores. Se ligamos a televisão, gratuita ou paga, só tem filme sobre crimes  na real ou na ficção, tudo copiado dos bandidos que não  levam um tostão na brincadeira. Direito autoral deve ser pago a todos, até aos criminosos se a autoria da história é deles.

2 comentários:

Engraçadinha disse...

Magui querida, vc se superou.
Eu ando cada vez mais alienada infelizmente (ou felizmente), porque também tenho TV mas não vejo.

Nesse ponto a TV paga me salva, porque assisto canais femininos, de documentários ou filmes. Atualmente estou vendo um filme por dia e dos mais variados matizes. Estou matando a saudade dos clássicos, agora, acompanhar jornal, também não tenho mais estômago.

Eles realmente regionalizam a notícia e exibem para todo um país uber diversificado. É a massificação mesmo e de uma maneira tão burra, q não atrai mais muita gente q já consegue enxergar acima da cortina de fumaça, eis aí eu e vc q já notamos essa manipulação deslavada.

Atenção hein! Mudei o endereço do meu blog. Depois atualiza seus links, é http://vounaengracadinha.blogspot.com.br

Bjunda.

Maria Inês disse...

Olá! Temos tv a cabo. Paga-se uma fortuna e os mesmos filmes são repetidos dia após dia em 2 ou mais canais. Filme da pior qualidade, com atores(as) péssimos. Os jornais são as mesmas notícias ( a sequência é igual a tv aberta). O que salva são os filmes policiais , documentários e programas de decoração ou culinária.As notícias e jogos de futebol são só de São Paulo. às vezes fico pensando que parece que só chove em SP pois MG não existe para os meteorologistas. O melhor é ler um bom livro ou ficar na internet. Bjs.