quinta-feira, 19 de abril de 2012

Pedofilia no Irã

                              
Na tarde do último sábado, o diplomata iraniano Hekmatollah Ghorbani teria tocado partes íntimas de quatro meninas com idades entre 9 e 15 anos enquanto mergulhava na piscina de um clube, em Brasília. Consta que pelos menos oito crianças teriam sido abusadas, em outras ocasiões. Segundo o Código Penal brasileiro, o ato é qualificado como estupro. Entretanto, o governo do Irã argumenta que seria diferença cultural entre os dois países. Isso demonstra que por lá  os atos libidinosos da autoridade  iranina não é crime mas coisa normal.

Até quando a mulher será humilhada diante da sexualidade de pan troglodytas disfarçados de homo sapiens  sapiens, e , ainda tão longe  da evolução da espécie humana?

Já não vejo televisão para não ver estes assuntos terríveis que alimentam os notíciários televisivos, pinçados  com lupa nas desgraças pelo mundo.Nos anos sessenta apareceu um filme italiano de nome Mondo cane. Não fui ver, embora tenha feito muito sucesso. Hoje em dia, todo dia é dia de mondo cane.

Um comentário:

Engraçadinha disse...

E não deu em nada?
Pedofilia devia ser considerado crime hediondo!