sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Especulação imobiliária: Minha casa Minha vida

Se a presidente Dilma Roussef pensa que , criando o projeto Minha Casa, Minha Vida fará com que diminua o abismo social havido entre a classe emergente e a elite do país , está redondamente enganada.

Os ricaços, os endinheirados conseguiram seus feitos recebendo rios de dinheiro público.Assim é desde a chegada de Dom João VI, no Rio de Janeiro, começo do Brasil civilizado, quando retiraram de suas casas os seus moradores e ficaram com seus bens e foram bancados pelo dinheiro público.

O financiamento destes imóveis, vendidos a preço de metro quadrado de  cidades cosmopolitas internacionais, mas encravados nos mangues e charcos aterrados das cidades interioranas nacionais, vão para os bolsos da elite. Para o povo, contruções mal feitas, pobres e caras e para os construtores, especuladores dos sonhos da casa prórpia , a dinheirama dos impostos desta mesma gente.

O populismo é a desgraça da política e não só nacional. Campea pelo mundo. Não tenho certeza mas parece que somente a Alemanha está livre dessa praga. Mesmo porque já sofreu muito nas mãos do maior populista da história do planeta.O aprendizado foi feito debaixo do tacão da humilhação histórica, destrutiva de uma nação eivada de gênios de todas as áreas e que caiu na esparrela que seiva os sonhos de paz e desenvolvimento mundial.

O futuro da classe emergente jamais será emparelhar-se com a elite nacional mas ficar devendo os olhos da cara, mudando o foco da subserviência de hoje para outro débito , cobrado  amanhã no suor e sangue.

2 comentários:

Engraçadinha disse...

Gata-garota, estamos indo todos para Guarapari na 2ªf. Será q rola de a gente se encontrar?

Lulu disse...

Olha Magui, jamais haverá igualdade social neste país.
Big Beijos