sábado, 26 de janeiro de 2013

Ivete Sangalo e o Rouba mas Faz

A cantora baiana, Rainha do Axé, fica rica com o dinheiro público. A senhora Ivete Sangalo cobra fortunas das prefeituras para ajudar a manter o povo alienado, dançado, pulando e cantando suas músicas. As autoridades, que controlam as contas públicas e, pelo que sabemos, as assaltam sem pejo ou limites, fazendo de nosso país um dos mais corruptos  do mundo, usam a política para enriquecerem. Ivetão e seus comparças não são diferentes.Talvez se faça de desentendida o que não confere   perdão mas reforça a inércia moral.

Recebe seissentos e setenta  mil reais por um show em inauguração de Posto de Saúde  no Ceará é um achincalhe ao povo daquele estado e de toda a nação.Da quadrilha que assaca o erário público fazem parte a cantora, sua trupe e o governador Cid Gomes.

No município de Guarapari/ES,o último prefeito está em cana e o zé povinho, que rebola nos mesmos shows de Ivete, pagos pelo prefeito corrupto, mostram tendência em votar no candidato indicado pelo preso. Pela primeira vez eu vejo o povo discutir a questão, os candidatos, as ligações deste ou daquele com as oligarquias corruptas do estado, verdadeiras quadrilhas que sugam o pobre estadinho do sudeste tanto quanto o do nordeste.

Votar em candidato que rouba mas faz é de uma ignorância política do tamanho da ignorância de um povo inculto e do desconhecimento da importância do cidadão em designar os caminhos de sua nação, do qual é parte e indicador de subdesenvolvimento ou não.

Cantora que assina embaixo de manobras de político corrupto é tão corrupta quanto ele. Pior se é para encher as burras, já fartas,  de dinheiro


Não sabia? KLIKA

4 comentários:

Lulu disse...

Fiquei sabendo desse cachê milionário. Que absurdo. Aqui o rouba, mas faz era o Maluf que sempre se elegia. Ainda bem que o povo acordou, mas em compensação ele não foi preso.
Big Beijos

J.F. disse...

Oi, Magui.
Cada absurdo, não é mesmo? E a tendência é piorar cada vez mais.
A Lulu, na mensagem anterior, falou do Maluf e disse que o povo acordou. Acordou coisa nenhuma! Continua elegendo-o deputado. E, como deputado, o Maluf aliou-se ao antigo desafeto, o Lulla, e ficou numa boa. É condenado fora do Brasil, mas aqui... Está tudo em paz. E agora temos a nova sensação paulista: o Kassab. Um vice prefeito desconhecido que assumiu a prefeitura paulistana quando o Serra abandonou o cargo para tentar aventuras maiores e que, hoje, depois de fundar um partido, alia-se à Dilma e ao PT. E, com essa adesão, acaba de ganhar a administração da Caixa Econômica Federal. É isso! Tomara que ao tempo de nossos netos, ou bisnetos, este país volte à seriedade. Não tenho esperanças de ver seriedade política enquanto eu viver. E olhe que pretendo viver ainda por muitos anos.
Abração.

Engraçadinha disse...

Aqui nesse blog tinha q ter um botão de curtir, q nem do Facebook!
Vou espalhar esse post mas redes sociais q nem praga!
Aplausos.

Anônimo disse...

Lelê disse...
A sociedade brasileira está sangrando, principalmente ao constatar que sobra dinheiro para a corrupção e falta tanto para saldar a imensa dívida social e para diminuir a desigualdade. Já passou da hora da sociedade afastar definitivamente da vida pública e do convívio social, tanto o político hipócrita, quanto o falso cidadão com aparente , e indecente incompatibilidade entre renda e patrimônio. O corrupto e o corruptor tem vida fácil na sociedade brasileira. Mantem intactas suas práticas sem que sofram quaisquer sanções, nem criminais, nem sociais. Há que se refletir, portanto, sobre nossas ações e sobre o que passamos aos nossos filhos.