sábado, 14 de maio de 2011

Estádio do Corinthians

Curingão, por enquanto um projeto...
                    
Nem sempre nossas afirmações valem para tornarem concretos determinados objetivos.
Refiro-me à intenção dos responsáveis pela realização da Copa do Mundo em 2014 em  ter a abertura em São Paulo.

Pode ser pois o dinheiro pode aparecer . O local do estádio, onde seria feito o evento, pode ter removidos os dutos da Petrobrás. Depois, a mão de obra até   é possível aparecer, mesmo sabendo que o nordeste não tem mais pau-de-arara para fazer o serviço.Eles estão trabalhando nas construções das usinas hidroéletricas do norte e os que sobraram ficaram por lá. Mesmo que viessem, é importante  ter experiência para várias especialidades. Nem engenheiro tem neste país pois  estão ocupados na construção civil e nas preparações esportivas dos eventos, nos outros estados .

Sei não, mas acho que a abertura será no Mineirão. Por segurança já estou planejando minha viagem.

9 comentários:

Blog do Raima disse...

Concordo com você...
Mas acho que a abertura será em BRASILIA ...
Sim, estou voltando a morar em BRASILIA ...
Bjs

Moita disse...

Estive doente e quando fico doente, por menos grave que seja, fico sem imaginação alguma. rsssss

1 Cheiro

DO disse...

Pois eu torço pro Gambazódromo não sair do papel.Não bastasse ser mais um estádio na cidade,agora refizeram ,DE NOVO,os custos,e já ultrapassam o bilhão de reais.Lógico que deve ter dinheiro público ali. Alias,Magui,nenhum orçamento inicial tem sido respeitado. Como se previa,tudo sofre aumento. Estão mamando como nunca por causa desta porcaria de Copa aqui no país.
Bjo

Nanda disse...

Eu sou muito cética quanto ao sucesso dessa Copa; tomara que eu esteja errada. Magui, postei e tem promoção de aniversário. Participa, quem sabe não dá sorte? Se não participar, não tem jeito mesmo! Dá uma olhada. Beijos.

Miguel disse...

Magui, tenho a impressão que em São Paulo nao teremos copa. O estádio do São Paulo que é o mais amplo não possui a estrutura necessária, o do Palmeiras está um rolo danado, e do Corinthians seu início foi adiado novamente, portanto, por aqui a coisa está enrolada. Acredito que a abertura poderá ser em dois lugares, no Mineirão cujas obras estão em curso, e em Brasília, cujo movimento está muito forte. Em todo caso, como milhares de pessoas morrem em hospitais públicos, a segurança e o ensino é um lixo, essa copa para mim é um desrespeito ao brasileiro, que na sua simploriedade e ignorância continua dizendo sim para tudo. Bj minha cara, até a próxima.

Maria Olívia disse...

Depois da sacanagem que fizeram com o Morumbi. Também não acredito em Copa na cidade de São Paulo. Mas acho que vão usar o dinheiro público para erguer o Itaqueirão. Um abraço e obrigada pela visita que fez ao meu blog, você é muito gentil.

Cadinho RoCo disse...

Também tenho a sensação de que o Mineirão será o estádio da abertura da Copa 2014.
No http://cadinhoroco.blogspot.com fotos painéis, óleo sobre tela, em oferta. Vale conferir.
Cadinho RoCo

J.F. disse...

Magui, acho que teríamos muitas outras prioridades para gastar o dinheiro dessa Copa e o da Olimpíada. Saúde, educação, segurança, infra estrutura... Acho um absurdo, apenas para dar um exemplo concreto, o Hospital do Cancer de Barretos, interior de São Paulo, precisar receber pacientes de todos os estados brasileiros. Por que essa dinherama toda não é utilizada para construir mais uns quatro ou cinco hospitais, como o de Barretos? Precisa sujeitar uma quantidade imensa de pacientes com cancer de RR, AM, AC, dos demais estados do norte, do nordeste, do restante do Brasil, já totalmente abalados com o conhecimento da doença, sem recursos materiais e sem ajuda dos poderes públicos, a terem de arcar com custosas viagens até o interior de SP em busca de tratamento? Isso é desumano! Isso é coisa de governante afastado dos problemas do povo. Não que eu não queira que doentes de outros estados venham tratar-se em SP. Não é isso! Sejam bem vindos, faço sinceros votos pelas suas curas, e que venham enquanto não existirem outros recursos. Mas muita gente poderia ser melhor atendida, mais rapidamente, com muito menos despesas e sacrifícios pessoais, se existissem outros hospitais-referência, como o de Barretos, espalhados pelo Brasil. Uma amiga, do município de Alta Floresta/MT, norte do estado, quase na divisa do Pará, desconfiou de umas manchas na pele e consultou seu médico, na cidade. Não era especialista e recomendou o especialista que faz plantão na cidade uma vez por mês. O especialista determinou exame de material colhido. Essa análise se realiza na cidade de Sinop, mais de 300 Km de distância de Alta Floresta. O resultado positivo só foi confirmado um mês depois, por ocasião da visita mensal do especialista. A partir disso, ela e o marido vieram de carro, 2.600 Km, só a vinda, para os exames e tratamento em Barretos. Não teria sido bem mais simples, mais humano, e muito mais rápido se pudesse ser atendida, em hipótese, em Cuiabá, que dista apenas 800 Km de sua cidade? Felizmente, deu tudo certo e ela está curada. Mas, esses dois meses não poderiam ter sido demais? Fora que, de tempos em tempos, ela precisa voltar a Barretos, agora para acompanhamentos de rotina, para evitar retorno da doença. E a hospedagem na cidade? Quem paga? O SUS? O governo? Sabe que o Hospital do Cancer de Barretos, com noventa e tantos por cento de atendimento pelo SUS, só sobrevive graças a donativos generosos e substanciais de cantores, inclusive internacionais, que se apresentam nas festas de Peão de Boiadeiro que se realizam nessa cidade, além de pequenos contribuintes espalhados pelo Brasil inteiro? Se fosse depender de ajuda efetiva do governo, já teria fechado as portas. Enquanto isso, construimos estádios! Com dinheiro público! Ainda bem que tiraram o estádio do Morumbi, do meu querido São Paulo FC, dos planos megalomaníacos. E, se não bastasse, agora paralisaram, mais uma vez, o projeto do Itaquerão, porque acham que 1 bilhão é muito. Querem reduzir o custo para 700 milhões, porque POVO NÃO PRECISA DE REQUINTE! Ou seja: ainda ofendem quem trabalha! E mesmo que aprovem um projeto de 700 milhões, duvido que não saia pelo dobro.

Bom, desculpe o desabafo, mas esse assunto me tira do sério! Já que você reclamou (hehehehehe), já fiz nova postagem no meu blogue.

Abração, amiga.

Maria Inês disse...

A Copa é mais uma desculpa para se roubar neste país . Não leio nada sobre este assunto que me dá nojo. Todos os políticos e cia ltda só querem o dos outros . Venha a mim o seu reino e quanto ao seu nada... Moro perto do Mineirão e nos dias da Copa vou ficar quieta em casa. Vai ser uma confusão tão grande...pois não há infra-estrutura nenhuma: aeroportos, trânsito , hotéis etc, etc fora a falta de educação do povo. Comportam-se como selvagens em pequenos jogos imagine em final de Copa...