segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Depois reclamam

                                                     
Tenho pena daqueles que precisam mostrar as suas almas e algibeiras para agradar patrões, chefetes, seguidores. Lá se foi o tempo da liberdade, quando era falta de educação alguém perguntar em quem alguém  ia votar. Sim já houve esse dia.
Hoje, quem comanda é cantor que se acha insubstituível e fundamental para o aprimoramento da humanidade. Ser engajado nas hostes de um líder de multidões onde todos cantam músicas que você nunca ouviu. Quem sabe a letra da música aparece em algum letreiro porque a multidão canta de boca aberta, mostrando a guela. Hordas de mulheres, especialmente. De onde vem essa gente?

Esse fim de semana uma moça subiu em um palco, foi agarrada por trás pelo cantor que simulou sexo. Dizem que a moça esperneou, que o namorado tentou subir no palco e foi empurrado por seguranças. Mas a moça, após ser solta, não reagiu e até beijou o cantor. Um cara que eu nunca ouvi falar e havia multidão no show dele. E, ainda disse para o namorado que ele não podia reclamar de nada pois deixou a moça subir no palco. Que mulheres são essas que dão platéia para essa gentalha desbocada e que ganha dinheiro assim? E não é novidade. Eu é que vivo em uma redoma longe do que as mulheres se sujeitam nos palcos e bailes do mundo.

Urge novas escolas, bibliotecas públicas com urgência para que, pelo menos, essa gente possa meditar nas diversas tendências culturais e possam escolher e não impor suas pragas. As mulheres referências são exemplos, tem milhões de seguidores, falam e fazem o que lhes dá na telha sem cortes ou censura. E, pasmem, lideram até na polítca para quem alguém deve ou não votar. Valha-me Deus!

Já relatei aqui um vizinho, que aluga um apartamento em prédio frontal,  cuja mulher estuda com seu filho aos berros e aos palavrões e que chutou meu portão em uma noite de domingo, dizendo que ia me matar. Saiu, cantando pneu e tive que chamar a polícia. Uma cena de Polícia 24 horas. Uma vergonha. Esse mesmo cara disse para o caseiro do vizinho que ia colocar fogo no carro dele porque ele colocou fogo nas folhas do quintal. Seu João veio me dizer que eu me preparasse pois ia reagir e já andava com facão na cintura. Disse uma frase interessante:- O covarde mata por covardia.
Logicamente,  ele estava me pedindo apoio e eu disse que não fizesse nada se fosse atacado mas me chamasse imediatamente.
 Esse mesmo cara,  semana passada, foi preso porque atacou um motorista, na rua, a facão, porque teria sido fechado no trânsito.
Eu já havia feito Boletim de Ocorrência contra o vizinho e alertado o delegado. Como eu não sabia o nome dele, não pude dar detalhes, apenas referências. Mas, ao dar o endereço foi identificado pelo delegado que ligou as pontas.
O juiz indeferiu pedido de prisão preventiva contra o vizinho. Ele se chama Ricardo, não é baiano como apresentou-se mas de Cachoeiro e lá responde ação penal , não sei de quê. O cara que foi atacado na rua, está exigindo atitude do delegado.
A boa notícia é que o vizinho mudou-se... Oba!!! Pelo menos eu estou livre dele.
O delegado passou-lhe um sabão , perguntou se ele achava bom atacar uma advogada e ele espantou-se, dizendo que não sabia que eu era advogada. Caramba!

Por que eu liguei alhos com bugalhos ? Porque o sujeito das orações teem a mesma cara, a mesma cultura de gente sem noção.

Como diz Dra. Alda, uma amiga de décadas:
- E essa gente ainda reproduz.


terça-feira, 18 de setembro de 2018

Instrumento de manobra

                                               
Fiz um texto grande sobre a situação atual das mulheres na política brasileira. Suas reivindicações e posturas. Mas apaguei tudo. Cheguei a conclusão que, cada qual com sua cabeça. Eu não vou tomar partido em nada. Ninguém precisa ter opinião em tudo. Quem sabe, em nada.

O que sei é que sou capaz de fazer pacto com o capeta mas não voto em petralha e em ninguém que compactuou ou compactua com essa gente. Não existe pessoa mais violenta com as mulheres do que petralha. E uma prova é colocar mulher em linha de frente para disfarçar suas verdadeiras intenções. Em lugar a que homem nenhum se presta. É estratégia desde os tempos em que eram levadas crianças e mulheres grávidas para as passeatas de enfrentamento, na época da ditadura. Sabem que a sociedade bate em um homem mas poupa mulheres e ai do homem que responder à altura da ofensa ou agressão. Periga ser julgado machista ou ter no lombo a lei maria da penha. Apanha na cara e não pode reagir. Petralha é o bicho mais velhaco do planeta.

Quem quiser que os compre. Tenho asco desses camaradas, colocando mulher como vice e as escondendo de forma indecente quando em palanque. As caras me dão  asco. Os olhares me lembram o pistoleiro que conheci. A forma como se escondem debaixo das saias para fazer, às escondidas, suas tramóias. Mentem, dissimulam e as idiotas não percebem que são  instrumento  de massa de manobra. E nem me refiro a artistas, essas são feministas quando lhes convém mas aceitam fazer papel em novelas e filmes que reduzem a mulher a pó de mico. Quando não são suas próprias vidas.
Para não falar nessa malta de filhinhas de mamãe que fazem tudo para aparecer pois carreiam para si grandes ganhos mensais. Tenho notícias que algumas delas, sem ter profissão alguma a não ser filha de fulana, ou namorada de algum bestunto microcéfalo, com ganhos de duzentos mil reais por mês só para dar declaração polêmica na mídia, vestidas e pagas pela empresa da   moda X ou Y.

Na próxima encarnação vou nascer mulher. Só para não ter que aguentar outra mulher na minha vida nem por osmose. E que Deus volte a me dar filhos porque se me der filhas vou considerar castigo.

#lulanacadeia
#petralhanuncamais
#feministaraiz

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Qual é o limite ?

                                  
Faço academia há mais de quinze anos. Três vezes por semana, religiosamente. Com tanto tempo me matando, suando em exercícios, não vou parar e arriscar  perder os efeitos em um mês.
Mas tenho minhas dúvidas se devo continuar porque há muito estou jogada às traças. Depois de alguns meses já bastam para sermos considerados um dos utensílios da academia. Se você entrar e sair sem cumprimentar o instrutor ou alguém é capaz de ninguém notar a sua existência.
Com isso você acaba relaxando e fazendo os exercícios de forma mecânica, mesmo que tente ficar concentrado. A variação também diminui porque o leque de escolhas é pequeno.
Na  academia a qual frequento, sequer o instrutor faz a programação para mim. Já era há tempos.Tenho a sensação que faço o pagamento mensal para poder usar os aparelhos e  nada mais. Se você puxar conversa com alguém é falta de educação porque estão concentrados nos exercícios e não podem distrair nem um minuto.
Parei de andar na esteira. Troquei por caminhada  a caminho da academia. Saio de casa,  subo e desço ruas íngremes e vario na volta lá atrás até chegar no local. Dá meia hora, as vezes mais.
Não aguento ver as mesmas caras e a antipatia das gostosas. Tem um pessoal fixo, gente educada e que troco meia dúzia de palavras mas ninguém está interessado em ninguém.

Resolvi subir e descer os degraus da academia, para substituir os exercícios com caneleira, apenas para variar. O instrutor viu e não me corrigiu. Não falou nada. Alternei entre um exercício e outro. O fato é que me deu fadiga muscular no músculo do joelho e decidi ficar uns dias de molho.Pelo mesmo até passar a dor.

É que esse pessoal, que dá instrução, tem boa vontade mas não percebe que, conforme a faixa etária, os exercícios não podem ser os mesmos. E nem a intensidade. Talvez por isso, eu vejo os velhotes em pequeno número ou sempre com personal, acompanhando seus exercícios. Mas não duram mais do que três meses.

Estou na fase da perspectiva do futuro. Só ele dirá se valeu a pena tanta disciplina e tenacidade, se a mensalidade paga para a academia substituiu o dinheiro que eu gastaria com médico. Pelo menos não tenho nenhum mal, acometendo meu corpo. Mas estou ficando cansada.

A luta é dura ? KLIKA

A ver navios

                                                   

Os votos nulos e em branco sempre foram ou variam, no índice de trinta por cento. Como o voto é obrigatório , não sei se representa uma vontade do suposto cidadão em não querer votar. Não seria, propriamente, manifestações de repúdio a situação política do país mas omissão política, propriamente dita. Recentemente apareceu o cidadão que prefere sequer ir às urnas porque a multa é irrisória.

Tem gente que não participa de nada na vida. Só lhe interessa o que está a seu redor. É o predomínio do eu ou do ambiente em que vive. O que acontece fora dali não  interessa. Principalmente se a vida  está confortável economicamente e não faz diferença no que acontece longe de si mesmo.
Pode ser que alguns votos nulos sejam de protesto e os brancos a manifestação do sentimento,que o suposto eleitor tem de não misturar-se a essa gentalha. Talvez. Quem sabe, o inconsciente é poderoso.

Venho pesquisando esse tipo de gente por muitos anos, acho que minha vida toda, e tenho absoluto desprezo por grande maioria. Não pelos que são ignorantes, mal sabem ler. E  não sei se os índices aumentaram com o voto dos analfabetos. Mas a empáfia dos omissos, a preguiça mental em fazer um análise política do momento histórico e do papel do cidadão na decisão acomete essa parcela do eleitorado e o que representa a sua atitude.

Eu não considero que o eleitor não saiba votar. O cidadão vota no que lhe é apresentado, acredita e decide. O erro é do sistema que dá margem para  candidato mentiroso, manipulador ou agente de interesses inconfessáveis  apresente-se e vença.  A capacidade de entendimento dos fatos e dos acontecimentos também influencia. Como alguém que não sabe ler, interpretar texto ou não fala sobre política com seus amigos, parentes ou no trabalho pode decidir melhor ? Os erros são fatais...
Não vejo facilidade em decidir através da leitura de jornais ou acompanhar noticiários. Está claro que a imprensa há muito deixou de ser isenta e tornou-se instrumento de manobra para atender a filosofia do dono do jornal ou de grupos, sejam quais forem. Serve apenas como ponto no infinito.

Mas uma coisa é clara: Uma pessoa, em um momento histórico pelo qual o Brasil aravessa não pode omitir-se quando é obrigado a votar. A pessoa sai de sua casa, vai até ao local do voto, apresenta-se e na hora de votar omite-se. É muito fácil. Poderia definir resultados mas prefere ficar a ver navios. Depois não alugue os ouvidos de quem participa para dizer que vai embora do Brasil ou que tem vergonha de ser brasileiro.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Aqui é nóis !

                                               
Como pensam os jornalistas estrangeiros sobre o Brasil ? Alguns habitantes de  países tão óbvios que alguns sequer tem constituição federal. Mas  emitem certezas sobre os costumes do Brasil, como se o país não  fosse uma nação gigante. Como se cada  estado brasileiro tivesse o mesmo interesse.
Essa gente dá palpites, lendo grandes jornais do RJ e SP e cunham regras desconhecidas sem nunca ter passado uma semana em outro lugar, que não seja o RJ ou SP, capitais de dois estados tão diferentes como podem ser. Não notam a diferença porque a escolha é por um apenas. Sequer percebem que aqueles que se davam de brasilianistas enfiaram a viola no saco e se deram por vencidos. Desistiram de entender o que nem nós mesmos entendemos.
Eu mesma precisei de trinta anos para entender o povo do ES...

O desrespeito com a verdade e com os desejos do povo brasileiro pipoca na linha do preconceito e do cinismo. Há que tratar todos nós como bestuntos ignorantes tal qual os saguis na amoreira, dependendo de gente para fornecer - lhes o alimento. Essa gente não percebe que o Brasil é um país à parte. Que não podemos e não somos considerados latinos. Que não temos regras rígidas porque ainda estamos nos primórdios da construção de uma nação. Nada é óbvio ou sedimentado como é na zoropa... Mesmo que muitos brasileiros queiram nivelar-se a população dos EUA ou os zoropeus de queixo na Lua. O todo é diferente.

Por que eu ainda me preocupo com o que fala essa gente sanguessuga do derrotismo, do preconceito e do nariz torcido para tudo que não seja deles?  E, desde a época do descobrimento? Se não entendem, disfarcem, caramba! Deviam saber, pelo menos uma regra geral: - Se bater em brasileiro vai se dar mal.

Ouviram cantar o galo mas não sabem aonde... KLIKA

Sedução na política

                                                 
- Cuidado, há sedução falsa na política e com garrote vil
Uma nação só terá força política como um todo quando seus cidadãos tiverem o mesmo peso. Enquanto um paulista valer mais  do que um capixaba ou sergipano, por exemplo, as forças da população em decidir os rumos da república estão comprometidas no cerne.

O pacto republicano dos anos trinta, fortaleceram SP e MG de tal forma que não é possível surgir um político com força nacional, vindo de outra região. Eu sou mineira e cheguei no ES adulta. Portanto, sei a diferença, de forma clara, por experimentar  a reação do eleitor quando sabe que pode fazer diferença e do que não se interessa porque  sabe que não conta  na nação.

Esse, inclusive, é um dos meus argumentos contra a implantação do parlamentarismo. Para fazer frente à vontade de SP com setenta e tantos deputados federais e, geralmente um presidente da república, o nordeste teria que agir em conjunto e mais o ES somados. O ES tem dez deputados federais e que não conseguem destacar-se por saber que não tem força. Rose de Freitas ainda foi vice presidente da Câmara mas ela é mineira e Carlos Malta pinta e borda porque é baiano.

Qualquer candidato a presidência da república tem que agradar a indústria e o capital paulista. Capital este, muitas vezes, internacional ou multinacional. Eu não falo mal de paulista mas analiso o foco com olhos de quem sabe que muita cidade de São Paulo tem a força do ES. A arrecadação do ICMS / ES, sem o petróleo, é semelhante a cidade de Sete Lagoas em MG.

Os petralhas perderam no ES nas últimas eleições e agora a população quer pessoa com olhos voltados  para a segurança de um estado onde a bandidagem refugia-se quando o cerco fecha no RJ. E isso desde as Capitanias Hereditárias. Como é um estado que  sequer recebe candidato a procura de votos, pouco importa a conversa fiada de petralha disfarçado de entendedor de economia, protetor de pseuda Mata Atlântica desmatada por gente de fora e replantada por nativos ou discurso onde as caretas são tantas que não se consegue fixar nas palavras decoradas e nada mais.

Tem duas coisas que não captei o motivo por aqui: Uma é um passante desconhecido cumprimentar como se conhecido fosse e outro é não declarar voto nem com revólver na cabeça. Todos fingem que nem sabem o que é eleição. Mas se prestar atenção no barulho que sai de uma  janela, estão discutindo política a todo vapor. Pena que o peso político seja quase zero e que essa diferença seja o garrote vil do Brasil.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Os colégios eleitorais


                                                                          Carioca é outro  departamento
                                   
                     

O lugar onde eu voto - ES - tem um colégio eleitoral ridículo. Não soma nem um bairro de São Paulo, capital. Essa diferença já é um dos grilhões que impedem mudanças políticas  na república. Não faz diferença alguma se eu voto ou não. Quem decide são os estados mais populosos e que fornecem, por isso mesmo, mandatários federais para o  Brasil. E, mesmo que esse pessoal não tenha maioria de votos por aqui, ganham e temos que suportar seus desmandos, seus projetos suas ações abjetas ou brilhantes.
Não vou fazer análise da história do Brasil, não tem nem cabimento, mas não vejo como possa haver mudança se não houver vontade na população do estado de SP. Talvez ocorra algo significativo se o   RJ conseguir reagir ao estado de assalto ao povo, cometido pelos seus políticos. Minas Gerais também conta por ser o terceiro colégio eleitoral mas tem a metade de SP.

Não vejo saída para a crise política mesmo porque não acredito que possam haver mudanças com os candidatos para a presidência. Depois da facada em Bolsonaro, duvido que ele esteja de pé até janeiro. Não que ele seja grandes coisas mas pelo menos levou uma facada em plena praça pública e à luz do Sol, entre uma multidão, desferida por criminoso adepto dos corrutos ligados a maior facção criminosa do Brasil, o PT e seus comparsas. Algum perigo para essa gente ele representa.

Quando se vê a cena do crime cometido as escâncaras percebe-se que o povo está anestesiado. Talvez seja por ligar sua televisão para ver um filme e a primeira cena é sempre um soco com o espirrar de sangue para todos os lados. Quando não é um ator com arma apontada para você e atira. Ou cenas de violência generalizada, gravadas por câmeras de segurança, passadas aos montes nas redes sociais. Acostumamos. É como se fosse lá e não aqui.

Eu estou em estado de choque. Não posso aceitar comigo mesma que esses outros candidatos façam campanha, atacando um moribundo no hospital com calúnias e difamação em vez de mostrarem a que vieram. Esse tipo de político tem que desaparecer do mapa. Não se pode admitir um mentiroso no poder. Já basta o Velhaco que riu de todos quando comentou que sempre exagerou nos índices para impressionar. Chegou a dizer, no estrangeiro, que haviam vinte e cinco milhões de crianças nas ruas. Depois disse que salvou a todas. É nisso que acreditam os zoropeus, no ouvir dizer porque ninguém sabe nada daqui.

Não que eu me importe com o que pensam do Brasil porque ninguém sabe nada. Entretanto, tem brasileiro, que optou sair e também não sabe nada mas irá votar. Provavelmente por ouvir dizer e não pelas circunstâncias e realidade que eles escolheram fugir.

Pobre país dividido  por quem planejou muito bem essa divisão. A facada veio a calhar.

Quer ver um pouco mais? KLIKA

Propostas ? KLIKA

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Fecha-se a cortina

                           

Eu estou por fora dos acontecimentos recentes sobre Elvis Presley. Com quarenta e um anos de morte já virou múmia. Fico pensando em Carlos Gardel que, para os argentinos e uruguaios, continua cantando cada vez melhor. Como eu, também, estou próxima da mumificação prefiro me proteger e fingir que não vivi tanto. Mesmo que os inimigos me chamem de velha, sabendo que é a única coisa que me atinge.

Mas com a Elvis Week, lembrei-me de buscar informação sobre DJ Fontana. Afinal a turma está morrendo, um atrás do outro e os da primeira fase só faltava ele. Mesmo que, durante estes anos todos eu não tenha guardado o nome do cara. Mesmo que eu o tenha  conhecido pessoalmente e tenha o autógrafo atrás de uma foto do beijinho. Ele estava na beira da piscina de um hotel e eu, na minha cara de pau costumeira, entrei e peguei o autógrafo. Tem até um borrão de uma gota de água espirrada porque um bobão pulou dentro no justo momento  da minha performance. Por incrível que pareça, havia um grupo grande comigo mas só eu fui mal educada e sob protesto dos outros, não deixei passar.  Cada coisa! Afinal, eu saí de Vitória/ES e depois de trinta horas de viagem cheguei em frente a Graceland ! Imagine se eu estava preocupada se incomodava o músico? Se foi lá sabia da existência dos malucos, ora pois...

Descobri que o cara morreu como um passarinho, aos 87 anos. Equilibrado, sempre discreto e sereno, deixou esse mundo sabendo aproveitar sem esbarrar em ninguém.

Com sua morte, fecha-se o pano. Eu também estou de saída pois, no retrato da minha juventude, caiu mais um pedaço. Para quem gosta de viver apenas sob a leitura  dos acontecimento do que  passou enquanto não vivia, fica minha saudade eterna pelo que fez parte da minha adolescência.

Quer ler mais?  KLIKA  ou AQUI

Mais morto da Máfia? KLIKA

Os apátridas estão aqui

                                                 
 
O maior mal da ditadura foi inocular no cidadão comum o pavor da participação  política. Fez nascer uma horda de vestais, tangidos pelo desprezo à política. Alguns nem eram nascidos mas cresceram ouvindo o discurso dos pais. Mas não perdem a chance de  falar horrores do Brasil. Sonham em deixar o país. Como não tem capacidade para concretizar sonhos impossíveis ou longe de passar do abstrato para o concreto, pensam que fora do Brasil terão sucesso. E, se não for para si mesmos que seja para os filhos.
As pessoas que assim pensam tem como meta fazer seus filhos saírem do Brasil e trabalham para isso. O sucesso ideal está garantido mesmo que os rumos, traçados pela realidade, não.

Em vez de criar os filhos para uma profissão construtiva, longe do sonho dos doutores e mestres  mas subalternos a teorias rígidas e pré formadas eles se espantam.  Criam filhos para serem  concursistas, funcionários públicos, seguros nos vencimentos do fim do mês, custe o que custar ao Brasil e os percalços de sua economia. Atingida a meta, para que preocupar-se em quem vai ser presidente, senador ou deputado se, para ele, não muda nada ? No máximo, a raiva de não poder viajar para ver museus e monumentos erigidos a má sorte de suas vítimas porque o governo incompetente deixou o dólar ou euro subir demais. Mesmo que faça umas comprinhas básicas para o enxoval do filho ou use carro importado para mostrar que está longe da pobreza daqueles que não sabem votar. 

O Brasil, passando por um momento histórico, politicamente em uma encruzilhada traçada por estradas construídas desde os anos trinta do século passado, precisando definir novos discursos  e essa gente torcendo o nariz para os acontecimentos. Não se misturam aos que acreditam em um apenado e nem a um esfaqueado. Estão muito acima da plebe que  esperneia sem saber onde se segurar. O deles está garantido. Valha-me Deus!

#atentadonaseleicoes2018

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Lixo da história

                              

Vagabundo, safado tem em todo lugar mas igual ao dono do mundo é difícil encontrar. É muuuuuuuuuito perigoso. Ele é dono do hotmail, do Facebook, do Youtube, do Whatzap, do Instagran e portanto dono do mundo.
O que eu tenho de raiva desse cara eu não tenho dimensão porque nunca me importo com essa raça de safados internacionais.  Mas por, talvez, eu ficar a sua mercê é que me bate essa raiva que me incomoda. Não posso falar com ele e nem  resolver minhas pendências. É um lixo da humanidade e sem quem possa detê-lo. Pior do que a bomba H ou o terrorismo de Bin Laden. Enrolou até mesmo o Congresso dos USA.

Usei por muito tempo o so.magui@hotmail , inclusive profissionalmente. Mas depois que fechei minha página no Face e me recusei a voltar, parece que fui marcada para não entrar mais no hotmail.

Não é bonito rogar praga para esse quadrilhardário sem limites ou prestação de contas a ninguém e nem nada. Com um nome desses só pode ser o demônio.
Como dizia mamãe:

- Eu morro e fica tudo aí.

É difícil mudar práticas de anos mas se estou viva é o que devo fazer.

Matar líder é gravíssimo

- Canoa havaiana em Guarapari 
                     
Desde os tempos da colônia, especificamente das Capitanias Hereditárias, o ES é reduto para  acoitar fugitivos do crime, especificamente do Rio de Janeiro. Na época do curso primário, quando estudei Capitanias Hereditárias essa matéria foi dada e até caiu na prova. Eu estudei no Grupo Escolar Barão do Rio Branco, situado na av. Getúlio Vargas em Belo Horizonte e a última notícia que tive dele foi sobre sua restauração porque foi abandonado à beira da depredação. O interessante é que não estudam isso nas escolas locais. Por isso dei destaque para a escola onde estudei.

Agora, morando em Guarapari / ES nada mudou. Quando a polícia aperta a bandidagem no RJ, eles correm para cá. Não é raro a polícia prender traficante malocado em condomínios insuspeitos, casas boas, mobiliadas. Nem é raro traficante cheio de colares de ouro morrer com tiro no pescoço ou pescando tranquilamente em praia isolada. Quando tem fuzarca, não é com nativo.

Pois essa semana um rapaz de vinte anos matou um líder comunitário que estava tentando acabar com o tráfico de drogas e cujo chefão é oriundo do Rio. Chegou em um bairro da periferia, colocando banca, arregimentando a rapaziada e limpando o terreno e começou a construir mais um reduto. A casa caiu.

Lugar pequeno, com pouco mais de cem mil pessoas é menor do que um bairro do RJ. Mas esse pessoal não tem noção  disso. Tem bandido sim mas é ladrão de celular. Óbvio que as drogas também são um problema grave mas o controle  é mais fácil do que em uma metrópole. Matar líder comunitário é questão grave e mostra que o controle precisa melhorar. Inclusive, se o líder do bairro tentava colaborar com a polícia, esta precisa orientar melhor a população.
Não está fácil para ninguém.

Ataque datenóide?  KLIKA

Queda de árvores

- Depois da poda
                                                 
De vez em quando temos notícias de árvores caindo em carros, casas e até matando gente em via pública. Em São Paulo e Belo Horizonte onde a arborização é muito boa.
Outro dia eu vi na televisão uma dessas que caiu em SP e deu até na casa do outro lado da rua, arrebentando com o telhado. Um motorista escapou de boa porque caiu na frente do carro. Deve ter sido um susto e tanto.
Na frente da minha casa tem uma sibipiruna . Foi plantada por meu marido entre outras que já mandei arrancar. Fez quarenta anos. Por esses dias, tive que contratar um profissional para refazer o passeio e arrancar três raízes que atravessaram o quintal e vieram até a porta da área de serviço. Vieram ziguezagueando e formando desenhos. Um carpinteiro passou na rua, viu as raízes ainda jogadas, antes do caminhão levar os entulhos e levou para fazer sei lá o que. Estavam bonitas e grossas como troncos. Eu devia ter tirado fotos.

Quem faz a manutenção dessa árvore ou solicita a poda para  prefeitura, pagando taxa de poda            ( Coisa mais estapafúrdia) sou eu. Por isso, ela não passa de quatro metros, ou pouco mais, de altura e a copa não pode ultrapassar o muro da frente, chegando acima do telhado da casa. Meu medo é ela cair e levar com ela minha casa junto. Ou porque caiu em cima ou porque tombou e as raízes levantaram tudo como vejo em filmes de catástrofes. Com a última poda, troquei idéias com o sr. Joaquim, responsável da prefeitura e nos dois chegamos a conclusão que vai ser preciso me desapegar dela porque a poda definitiva não vai passar de, no máximo,  dez anos. Plantar perto uma muda de pau-brasil vai ser uma boa para estar em tamanho bom quando sacrificar a sibipiruna.

Então, fico pensando os motivos de um morador deixar uma árvore, em frente da sua casa, sem manutenção alguma na poda, na conservação, na erradicação de cupins. Acabar com os cupins é só jogar remédio vendido até em supermercado. Como pode ficar tranquilo quando uma árvore fica imensa, com cinquenta metros de altura e pode cair na rua, em cima da sua casa. Pelo que noto, essas árvores que caem, matando e arrebentando tudo sem manutenção alguma. E a prefeitura não tem olhos pela cidade toda. São os cidadãos que fiscalizam e levam o conhecimento do órgão público a necessidade de um corte para evitar o perigo.

Na próxima encarnação quero voltar como ameba.

Quer ler a que me referi?  KLIKA

Socorro !

                                                       
   
Meu pai era dentista. Quando  chegou o momento de fazer a faculdade, conversando com ele para trocar idéias, para decidir se fazia direito ou jornalismo, ele me disse  para fazer o que achasse melhor. Mas  a única faculdade que nenhuma de nós faria era odontologia. Que era a pior classe do mundo. Contou que, um profissional que assaltava seus clientes não podia ser considerado. Deu como exemplo o cúmulo de  um dentista que havia tirado as obturações de ouro de um seu cliente e colocado amálgama.

Faço manutenção anual dos meus dentes. Com tanto tempo e  limpeza anual, houveram muitas peripécias. Imagine o passar dos anos.  Geralmente mês de setembro.
De certa feita, fiz a limpeza como sempre. No dia seguinte a obturação de ouro caiu. Eu voltei lá e a dentista disse que não dava para aproveitar e convenceu-me a fazer uma obturação de porcelana. Fiquei muito chateada porque fora papai que fizera e um serviço maravilhoso. As obturações dele eram na cavidade do dente e não encapado como fazem hoje. Se alguém fizer pois estão fora de moda. Ou caras demais pelo preço do ouro 24 quilates.  Eram do mesmo jeito que fazem as de amálgama ou porcelana.
Em outro ano, fui na mesma clínica mas era outra dentista. O mesmo aconteceu. Voltei para refazer a obturação e a dentista disse que iria apenas colocar no lugar. E afirmou que não precisava fazer outra obturação. Imaginem o ódio que me supitou ao fazer a relação entre o ocorrido e o que papai falava. Mas, talvez por isso, detalhe, não deixei o ouro com ela.

Fui advogada do Conselho Regional de Odontologia e nunca consegui que algum marcasse hora para eu fazer minha revisão anual. E não era de graça porque nunca ninguém fez trabalho de graça para mim nem advogado quando apenas assinou. Não é recomendável que um advogado faça trabalho para si mesmo mas  outro profissional. Nunca nenhum ficou sem receber  os seus honorários e de acordo com a tabela. Nem mesmo os inventários dos meus pais ou de meu marido. Zero. Pois não era raro, na ocasião que eu trabalhava no CRO,  analisar contratos, etc e até redigir laudos de perícia, atas em reuniões  e tantas outras coisas sem que fosse minha função específica. Eu achava que eles pagavam muito bem para pouco serviço e compensava fazendo essa assistência extra. Pensa que tinham alguma consideração ou carinho? Nenhum, nenhum, nenhum. Muito tempo depois da minha saída é que me toquei que eram todos petistas e comunistas e me achavam do centro demais. Oras, eu nem discutia política!

Agora, estou na época de fazer minha revisão anual e começa a saga. Todo ano é isso. Marquei na clínica e quando cheguei lá estava fechada. Gente, é um absurdo o amadorismo das mulheres. Um dentista uma vez me disse, que a mulher não era profissional que oferecesse perigo ao homem porque só trabalhava um horário e  era amadora demais. Eu não quis acreditar por insistir na mulher como profissional. Mas diante de certos acontecimentos na justiça e a repetição de  amadorismo  nas dentistas, passei a dar mais valor as palavras do cara. Vou tentar um dentista para ver se tenho melhor sorte. Já marquei hora com um homem que trabalha desde as oito horas e, percebi, comanda o consultório na simples marcação de horário. Vamos ver no que dá. Fico pensando no que passa quem precisa de fazer trabalho pesado... Socorro !

Desculpe minhas amigas dentistas mas chega uma hora em que é preciso fazer crítica sem medo de ofender ninguém porque não são todos iguais e nem precisava fazer essa ressalva. Eu é que não tive sorte.

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Os puros no Limbo


                                                   

Ah os votos nulos! Que coisa mais sedutora para o exercício da covardia. O cidadão é tão limpo que não  se mistura com a gentalha. Imagina se esse eleitor divino em sua honestidade vai votar em algum mequetrefe longe de sua  altura como indivíduo, cidadão, brasileiro de escol. Que se dane o país  mas não participa de política em um pais subdesenvolvido. Já basta ser medíocre  em um mundo perfeito, obrigado a viver nessa latrina chamada Brasil.

Essa pessoa gosta mesmo é da zoropa. Isso sim é mundo perfeito onde ninguém sequer cospe no chão. Não interessa se lá seus antepassados foram chutados para terras inóspitas e obrigados a construir um novo mundo. Caramba! Esse cara quer o pronto e acabado, tudo limpinho mesmo que seja resultado de exploração, genocídio e dinheiro dos EUA para manterem a cabeça baixa de adoradores dos AMERICANOS. Uia... Enchem a boca para falar isso e quase vomitam para falar AMERICA LATINA.

O cidadão que não vota ou vota nulo se dá de bonzão mas já disse alguém, acho que Bertolt Brechet, A omissão dos bons fortalece os maus.Tão estudado, impoluto, superior na sua honra mas desconhece a origem e a importância do voto na democracia.

Vontade de vomitar tenho eu quando vejo algum bestunto, pregando o voto nulo. Vade retro !

#votonulo

Velhaco sempre velhaco

                     - Somos como um condor no primeiro voo livre           


Eu não tenho, como ninguém tem que prestar contas ou declarar votos, em quem  vai votar nas próximas eleições. Ainda mais em um país onde os sabores das vontades sem compromisso estão nas candidaturas postas para o cidadão. Que façam pesquisas e eu vou mentir para elas. Intromissão copiada dos EUA, eu boicoto.

Quem quer participar da política não consegue. Pode ser uma liderança popular ou de alguma instituição privada ou pública. A máquina azeitada para os mesmos impede o surgimento de novas lideranças. É só observar que desde os anos sessenta são os mesmos que se revezam no poder, seja de qual for.

Pela lógica, um líder aparece já na na juventude, na escola ou no trabalho. Se um país é democrático, suponho eu, os lideres da ocasião percebem o líder surgindo e dão respaldo para que seja prestigiado e até o preparam para o futuro. Uma população consciente, prestigia um líder que trabalha para aprimorar a instituição e motiva seus membros para cada  participação.
Mas o que acontece, já nas escolas, é podar a liderança como se esta estivesse aparecendo demais ou prejudicando alguém com ambições, suponho.

Eu fui professora e percebia quem era líder entre meus alunos. Não são muitos mas o destaque para tomar a frente, saber motivar os colegas é nítido. Não é papel da professora dar preferência para os lideres. Ao contrário, o papel do professor é trazer os tímidos para a frente, perder o medo ou a vergonha e ficar lado a lado com o líder. Se tem um líder positivo, este é importante para trazer os tímidos para melhor aproveitamento e sucesso. Aliás, um completa o outro.

O mesmo acontece na política. entre os vários tipos de liderança, aqueles que conseguiram furar o bloqueio do sistema é preciso detectar o que não é pau mandado de alienígenas, gente com decoreba de  teorias estrangeiras e banca o velhaco, parecendo que tem proposta para governar o país.

Proposta de um líder, seja ele qual for, desde a infância até o grau máximo da nação não é como vai gerir o que desconhece mas como pensa a respeito de como  gerir a forma do que conhece.
Se é de pensamento da esquerda onde o estado comanda tudo, inclusive seu pensamento ou o que se passa na sua casa ou se dirige o estado para que o cidadão tenha condição de escolha de tudo, inclusive do pensamento e do que se passa na sua casa é a escolha de um povo quando escolhe o líder da nação.
Só sei de uma coisa: Gente do Velhaco, apenado mas comandando a facção de dentro da cadeia, não.

A sandice do comandante

Um filete de água !!!!!!!
                                                   

O Rio de Janeiro não se cansa de nos dar raiva, senão revolta. Lugarzinho maldito onde nada funciona. Instalada a bandalha e um povo que não assume a sua importância na logística de um país chamado Brasil.

Como se não bastasse a propaganda do consumo de drogas dos personagens saídos de lá, seu tráfico intenso estimulado por piadas e brincadeiras, criminalidade alimentada pela falta de compromisso com alguma coisa que o valha, percebe-se que nada funciona naquele lugar.

Agora,  com o incêndio no Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, ainda temos que ficar estarrecidos com os depoimentos do comandante do  Corpo de Bombeiros. O cara não tem a mínima noção da sua função e competência. Ele disse que não havia água  nos hidrantes porque não há força para esta chegar lá pois o local fica em um morrinho. Cáspita !!! Eu tenho que ler isso? A instituição em duzentos anos, nunca testou nada? O que esse povo pensa da vida?

Outros depoimentos dos envolvidos na administração, gerenciada pela universidade do estado, dizem que é falta de verba do governo federal. Mas, em duzentos anos não existe uma equipe em estado de alerta contínuo, com trabalho geral de conservação de um prédio histórico ? Gente especializada, contratada por concurso para trabalhar dia a dia procurando o que consertar para prevenir?

Um pedestal de um fóssil de dinossauro estava cheio de cupins e os competentes funcionários só perceberam quando a madeira cedeu? Ninguém pode jogar remédio de cupim quando os primeiros granulados apareceram. O remédio custa vinte reais!!!!!

O Brasil não precisa de dinheiro, o Rio de Janeiro não precisa de dinheiro. Especificamente, o povo carioca precisa de comprometimento com o que faz porque o dinheiro tem de sobra.


Ficar nervoso  com tanta sandice ?  KLIKA

#incendionomuseudorio

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Máscaras de Momo

                           Vizinha estudando com o filho

Notícias dão conta que o ensino de primeiro grau do estado do Espírito Santo é melhor do que o de outros estados. Isso na primeira fase mas se for contar o da segunda fase, completando o fundamental,  não deve ser diferente.

Por trás disso não estão somente os magistrados ou o governo mas, também,  o Poder Judiciário.
Um dos exemplos de haver zerado  a evasão escolar foi o município da Serra. Ali começou a atuação de uma magistrada. Ela mandou notificar os pais dos alunos que não compareciam as aulas, chamou os professores para prestar contas, notificou até o prefeito para que este promovesse treinamento nos pais e professores a fim de buscar o interesse dos alunos. Não tenho certeza se houve atuação do Ministério Público mas a liderança foi da juíza e que repercutiu em outros municípios.

Meu filho tem um amigo professor de educação física no município de Vila Velha e este o convidou para conhecer a escola onde trabalha. A partir da educação física e com o apoio irrestrito da diretoria e da prefeitura, ele tem conseguido que o empresariado participe de mudanças fundamentais na área externa da escola. Construiu muro de contenção, gramado para área de lazer, pavimentação e a meta é cobrir a área toda. Até brinquedos para as crianças ele conseguiu  instalar, com  aparelhos modernos, depois de muita luta com as licitações e abatimento nos preços. O professor disse que o índice de aproveitamento nos estudos melhorou muito com competições e motivação no lugar.

Minha vizinha, inquilina  de um apartamento  na frente da minha casa,( já coloquei aqui filme dela estudando com o filho ) disse que a diferença entre o estudo da Bahia para o ES é imenso. Por isso ela precisa estudar muito com o filho dela. Pelo jeito, ela vai na porrada e aos berros , pelo menos dá assistência.

Se uma pessoa preferir, o ensino municipal de Vitória é ótimo há anos. O governador Paulo Hartung foi prefeito, mais de uma vez, de Vitória e promoveu modernização padronizada nos prédios das escolas e o avanço do ensino. Um tipo de mobilização que ele gosta de fazer desde quando era deputado estadual, com a participação da comunidade para trazer compromisso de todos. O ensino de responsabilidade do estado também tem forte apoio do governador e a justiça atua na mesma linha da magistrada pioneira.

Assim, percebe-se que para haver sucesso no ensino, além de verba aplicada sem corrupção, é necessário que haja participação de quem tem poder para aplicar a lei. Receber carraspana de promotor de justiça e juiz não é desejo de ninguém. Muito bestunto, ignorante não sabe que a responsabilidade de fazer o filho estudar é sua, mesmo que seja com cobranças de gritos como o da minha vizinha.

Uma saída para cada estado da federação é esquecer um pouco a presidência da república e seus desatinos e governar de forma peculiar, com a motivação diferente de outros lugares super populosos, hegemônicos, sanguessugas da nação  onde as metas são ganhar dinheiro e exibir status como máscara de Moona. Verdadeiros sepulcros caiados.

Quer ler a notícia? KLIKA 

#melhorensinodobrasil

#mascarasdemomo    ?  Klika

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Você pede e Ele atende

                                               
   

Dizem que, quando lhe é concedido um milagre é preciso divulgá-lo. Os ímpios nunca acreditam em nada. Eu mesma duvido e não sei se é coincidência ou não. Nunca saberemos.
Nesta semana é comemorado o Dia de Padre Eustáquio.
Quem não conhece Belo Horizonte não sabe quem é ele como eu nunca ouvi falar em santos brasileiros de cidades do interior. Mas este eu conheço e lhe devo uma. Ele não é considerado santo pela Igreja mas não tô nem aí.

Quando Lula candidatou-se junto com Collor, ele disse que mandaria o povo invadir toda casa que estivesse vazia. Esta casa onde moro hoje, de Guarapari/ ES, estava vazia porque meu marido havia morrido naquele ano e eu fui para BH juntar meus cacos, perto da família. Entrei em pânico porque apenas o caseiro do vizinho estava de olho na casa e eu não pagava nada para ele.Isso quer dizer que não havia compromisso dele pois capixaba não faz favor nem pro capeta.

No desespero, peguei um ônibus que passava a dois quarteirões do meu prédio e que atravessava a cidade toda e tinha uma parada em frente da Igreja do Padre Eustáquio, um bairro de BH. Fui com o coração na mão para tentar pedir a ele  para interceder junto a Deus para dar uma mãozinha para mim. Eu não podia enfrentar uma invasão de tão longe. Foi uma época difícil e custei a me adaptar em resolver tudo sozinha. Nem posso lembrar.

A igreja é uma construção simples, típica católica, sem qualquer ostentação e Padre Eustáquio está enterrado lá. A cripta é cercada por uma grade. Eu me ajoelhei lá e fiquei tão concentrada que sai da realidade. Eu realmente precisava de alguma coisa para eu poder resolver o problema e não sabia como resolver. Fiquei lá, não sei quanto tempo e voltei para meu apartamento da mesma forma que fui.

Quando eu entrei em casa, coloquei a bolsa na mesa, tocou o telefone.
Era de Guarapari, o caseiro do vizinho e que é meu amigo até hoje pois continua tomando conta da mesma casa. Teté, ele é natural da zona rural de Domingos Martins. O telefonema era para me perguntar se eu alugaria a casa para um fazendeiro de Mato Grosso.
Resumindo: Eu aluguei por telefone, sem contrato escrito e o cara pagou religiosamente, depositando a quantia no banco durante dois anos, até voltar para sua terra e eu nunca o vi.
Quando eu viajei para ver como estava a casa e dar um rumo em outras locações, pois eu já estava mais equilibrada, parecia que nunca ninguém havia morado na casa. Estava tudo exatamente como deixei.

Então, quero dar meu testemunho e mais uma vez agradecer a Deus, a Padre Eustáquio por ter me atendido. Foi uma ajuda e tanto.

Quer saber mais ? KLIKA

#ummilagre

Vacina Sabin

                                                 
Elvis participando da Campanha para a vacinação 

Tive uma vizinha em Belo Horizonte/ MG,  vinda do interior mas de um lugar tido como civilizado, Ubá.  Ela tinha um filho que mal andava porque tinha tido paralisia infantil. Um casal elegante, bem vestido, carrão e apartamento em lugar  chique, na av. Uruguai.
De certa feita eu vi o adolescente, com uns treze anos, subindo a rua Pium-í de muletas, praticamente se arrastando subida acima. Ele estava de uniforme, voltava da aula. Eu não ofereci carona porque não estava de carro mas de ônibus e o burburinho dos passageiros mostrou muita pena do rapazote. O ônibus subia devagar porque a subida é forte. O esforço hercúleo pois, na verdade, ele estava precisando de cadeiras de rodas porque arrastava as pernas. Fazia calor e seus cabelos caiam na testa. Nunca me esqueci da cena. Lembro-me que uma vez passei por ele e tinha cheiro de urina. Até hoje penso se eu devia ter pego o meu carro, voltado lá e  o levado  para casa.

O que eu quero dizer? Os pais não vacinaram o filho e as consequências estavam ali. E a maldade, omissão e egoismo continuavam na medida em que não assumiram o transporte ou a assistência ao filho e suas limitações. Tudo ao deus-dará.
Como nunca me esqueci dessa cena, fico penando o que aconteceu com ele porque tive notícias que a família voltou para o interior. Não se adaptaram em BH.

Agora leio que a população não está levando seus filhos para a vacina contra a paralisia infantil. Como assim? Um dos motivos aventados pelos especialistas seria porque a população só conhece as consequências da doença por ouvir dizer.

Eu tive que telefonar para a avó da minha neta - a filha toupeira é impossível de conversar -  para lembrá-la  da data de vacinação e ficou de telefonar para a filha. Ninguém sabia de nada.

A campanha do governo devia ser como outrora quando uma criança de muletas ficava estampada no cartaz. Quem sabe essa gente cai na real. A inteligência, às vezes, precisa ser concretizada para  entender a mensagem. E existe uma malta de energúmenos incapaz de captar seja o que for a não ser o que lhe está ao redor.

Vão trazer de volta a figura do Zé Gotinha porque até ele foi deixado de lado. Parece que o governo navega nas nuvens do imponderável e paga para ver.

Que consigam vacinar as crianças, mesmo com o bacilo sob controle. Trazer de volta o mapa da vergonha com algum caso da doença não pode acontecer.

#vacinacontraparalisiainfantil
 #vacinacao

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Estou de volta

                                                       

Caramba !!! Que dificuldade em recuperar uma conta! Parece que sou algum bandido ou, talvez, não dê todas as informações que eles querem...
A liberdade de expressão ou da  decisão em fazer ou não parte de determinadas páginas da internet é interessante. Desde que somente seja escrito o que eles querem, sobre quem eles querem, a pessoa é aceita.
Talvez sejam cuidados necessários porque a internet não é mais terra de ninguém e as condenações para indenizar algum espertalhão esteja ficando caro demais. Como sempre, pagamos todos nós.

Uma das coisas que considero o símbolo do pior do ser humano é a chave. Ela representa a maldade, o cobiçar as coisas alheias, a preguiça de certos tipos  para o trabalho formal, o perigo em ter o que outro não consegue, a maldade humana em invadir e levar o que foi conseguido com trabalho. Até o barulho das chaves entrechocando, colocadas no vidro da mesa ou a madeira me irritam, tenho pavor.

Talvez por isso eu perca tanto as minhas chaves e senha, também, é uma chave. E, eu continuo perdendo-as, mesmo anotadas em bloquinhos especiais.

Cheguei a pensar em abandonar meu blogue. Fiquei estafada em tentar tantas recuperações de senhas e o escambau. Hoje, consegui entrar, de repente e eu nem sei o porque. motivo.
Os aplicativos do Face e seus derivados? Estou banida deles todos. Descaradamente! Só se eu criar outros emails. Mas não estou com cabeça para inventar niks names porque com meu nome, apelido e sabe-se lá o que já usei, não valem mais.

De qualquer forma. Estou de volta. Ao abrir as configurações vi que muita gente andou por aqui. Então, fiquei animada .

Obrigada friends !!!!!