sábado, 15 de junho de 2013

Falta de fairplay é hino truncado

                                   

É erro dos organizadores brasileiros da Copa das Confederações copiarem estilos de festas e aberturas de outros lugares. Cada povo tem seu estilo e haverá sempre quem vá colocar defeito em tudo feito no Brasil.  Os macaquitos só se satisfazem  se compararem o Brasil, a pior, com os europeus.

A abertura da Copa das Confederações no sábado, dia 15, quando o Brasil jogou com o Japão foi simples . Nada daqueles festões onde até ópera é realizada, durando horas a fio, na sofreguidão para mostrar que se é culto e rico. No Estádio Mané Garrincha, em Brasília, o DF como dizem seus habitantes, tudo foi criativo, original e agradável. Quando vimos... Acabou.

Continuo  não gostando da execução dos hinos nacionais  em pedaços. Não sei se os países mandaram a fita com os hinos gravados mas o hino nacional teve sua gravação feita no Brasil. Enquanto o povo cantava, interrompeu-se a música. Isso é de péssimo gosto e falta de respeito. Pedir fair play ao povo e, ao mesmo tempo, executar  o hino nacional truncado é de lascar. Esse pessoal estrangeiro passa dos limites, senta no rabo para falar do rabo alheio. Atrevem-se a ensinar quando lhes falta cacife. Brasileiro vaia tudo em campo de futebol, tanto quanto aplaude, e, não tem nenhum significado importante.

Por mim, estas Copas deveriam ser feitas com o que podemos ter e fazer. A FIFA e seus boas-vidas que esperneem. Essa exigência de conforto demais é coisa de gente que passeia prá lá e prá cá, comendo e dormindo na casa dos amigos e, de quebra, saem falando mal deles.

4 comentários:

Nanda disse...

Magui, estou nesse meio pessimista...rs - As chuvas aqui já causaram alguns estragos na imagem da cidade; mas hoje ainda não choveu; espero que tudo transcorra sem problemas. E gostei tanto das vaias ontem que até fiz um vídeo. Um abraço, ótima semana.

Nanda disse...

Voltei, pra comentar seu comentário no IP, porque a chuva foi apenas um dos problemas. São Pedro pode ter ajudado, mas a desorganização e a bagunça imperaram por aqui. Se nas outras cidades for diferente, maravilha. Aqui foi assim: http://blogs.diariodepernambuco.com.br/esportes/?p=83944 - Boa semana!

Maria Eugênia disse...

Antes o cartolão tivesse ficado calado. Quem o incumbiu de dizer a nós brasileiros, dentro dos limites do nosso país, como nos portar?! Ditadura? Achei ótimo, porque a torcida presente continuou a se manifestar independentemente do comentário. Ou teria sido ordem?!

Engraçadinha disse...

Adorei esse post!