terça-feira, 23 de julho de 2013

O controle do ir e vir: Com as barbas de molho

                                    
Detalhe de charge de Sponholz

Mais uma vez a imprensa distrai sua atenção para os fatos que acontecem e esquece as outras janelas de notícias. Além das futilidades momentâneas que  preenchem os vazios da falta de cabeças melhores para fazerem o jornalismo de verdade.

Refiro-me ao controle da profissão médica, prenúncio da continuidade da tentativa de impor a ditadura do proletariado no Brasil. Quando tentaram controlar a internet os papo-cabeça, fizeram  o maior estardalhaço para impedir o feito. Depois, quando tentaram controlar  a profissão do jornalista, idem. Para não falar no controle da imprensa com vozes tonitroantes em protestos.

Agora, vem a tentativa do controle da profissão médica, querendo obrigar um cidadão livre no ir e vir a trabalhar onde o governo quer. Onde estão os apoios contra essa escrescência? 

Não se iludam, amanhã virá o controle da profissão do cirurgião dentista, do enfermeiro, do protético, do advogado e de tantas outras. É o que se diz: Comer pelas beiradas. É obrigar a população a cobrir os claros nos rincões desabitados , tentativa feita pela ditadura militar com a ocupação nefasta da amazônia e cerrado.

Impedir que a liberdade da cidadania seja arranhada não pode ter nenhum apoio. Eu, onça sem garras e escondida atrás da moita, faço mais este protesto. Se fosse nos bons tempos, meus protestos não seriam dispersos e não aceitaria incentivo escuso para distrair o verdadeiro foco dos interesses da petralhada.

Apoio total: KLIKA

2 comentários:

Lulu on the Sky disse...

Cada dia que passa é um kinder ovo do mal. Uma surpresa desagradável contra o povo.
ótimo dia
Big Beijos
Lulu on the sky

Carlos Emerson Jr. disse...

Apoiadíssimo, Magui!