segunda-feira, 12 de junho de 2017

Olha ali ...

O cérebro desse cara era uma potência ! 
Deu nome a uma avenida ...
                          
A  ultima discussão dos paulistas é qual deles inventou o Dia dos Namorados. Dá preguiça acompanhar a  trajetória do pensamento esquizoide dessa gente que esquece ser autor direto do que temos na política. Com os eternos cambalachos para desfrutarem das riquezas de todos os brasileiros, dividindo o Brasil para fornecer a mão de obra barata ou levar a industrialização para enriquecer a malta de espertos. Não é atoa que os gaúchos queiram formar outro país porque não passa nada para o sul. A mineirada é um bando de idiotas, sempre em cima do muro, com conversinha fiada mas prontos para pular no meio da bagunça e pegar a sua parte.

Então, chega o Dia dos Namorados e dá saudade do tempo em que o mundo podia cair mas a trajetória não mudava um centímetro. Enquanto uma pessoa está voltada para o estudo, para achar seu caminho na vida, os adultos que se virem.

Assim, olhando minha vida no tempo em que eu vivia sem responsabilidades reais, decidi fazer o mesmo por agora. Que diferença faz eu queimar pestana com gente absolutamente desmoralizada mas dona do poder e das decisões? Essa corja de cabelos brancos que há muito deixou de ser sinal de seriedade e honra.

Pior é gente que está cuidando da vida e aparece vagabundo para atormentar, trazendo infelicidade, dor e morte. Um escudo para essa gente é ignorar novidades e subterfúgios porque de política é tudo a mesma coisa.

                                *************
Nota: A pulseira no meu braço, na foto acima, papai furou moedas de 1937  e ligou uma a outra. Era belíssima. Um ladrão entrou na minha casa e a roubou, junto com várias outras que estavam juntas em uma caixa de juncos dourados. Não tinha valor venal mas estimativo. Até hoje lamento. 

                                


Nenhum comentário: