sábado, 19 de novembro de 2016

O dar de ombros

Marataizes/ Município de Itapemirim-ES
                          
Soltaram foguetes, cantaram e dançaram nas ruas. Pobre povo carioca, sem noção e sem rumo! O Garotinho, eleito governador, mulher eleita governadora, prefeita, filha deputada federal, ele chefe, conduzindo com mão de ferro a corrupção na compra de votos, no interior fluminense ... É muito poder em uma família onde a tônica é a Bíblia na mão e o pastor dizendo que ela é o guia. Mas, em um piscar de olhos o cara está em casa. O fingir-se de doente deu certo. Mesmo com todas as provas que ele vende saúde. Para a prisão eu não vou, berrou ele. E, não foi.

Em um país de analfabetos ou com pouco entendimento de uma simples novela da televisão, como exigir que essa malta entenda a complexidade da política? Como explicar que os cultos, os estudados tomam para si a riqueza da nação como se deuses fossem? Como explicar que juízes não percebem a importância do seu papel na construção da nação, que fazem parte de um dos três poderes da nação?

Hoje fiquei sabendo que o prefeito, reeleito, de Itapemirim no estado do Espírito Santo é réu em cento e vinte e três processos por corrupção.  Que roubou noventa milhões de reais dos cofres da micro prefeitura. Dos royalties do petróleo. A cidade podia ser um exemplo de beleza, ter seus  serviços públicos de graça. Mas o prefeito resolveu fazer sua a riqueza do município. E o povo inculto e estúpido, subdesenvolvido na alma e na cidadania, reelegeu o ladrão.

O Tribunal de Justiça do ES, depois da prisão de Garotinho e Cabral no RJ, resolveu se mexer e dar sua decisão. Antes que o corrupto assumisse a prefeitura. Decretou, o vampiro da população é ficha suja. Vai haver novas eleições. Mais dinheiro torrado, no prejuízo do povo. Essa gente brinca de casinha e não mede as consequências.O dar e ombros, fazendo que não está se importando, pode ter um fim desastroso.

Sei não, mas sem compromisso de sangue, duvido que algo mude.

Verifique: KLIKA

Nenhum comentário: