domingo, 8 de janeiro de 2017

As paixões da vida

- Feliz Aniversário
                                    
Hoje seria o dia do aniversário de Elvis. Eu não me lembro de datas de aniversário, nem do meu mas os fans estão bombardeando a data  no Facebook e resolvi fazer minha publicação. Assim o homem fica vivo mesmo sendo pó.
Eu o faço em agradecimento a companhia que sua voz tem feito na minha vida, nos momentos difíceis onde tenho que tomar decisões sozinha e não é fácil não ter alguém para trocar idéias. Devo muitos favores às minhas amigas e não tenho o direito de pedir mais nada a nenhuma delas, todas mulheres inteligentes e profundamente generosas comigo. Minha vida sou eu mesma mas não quer dizer que não reconheça e agradeça a quem a facilita e enfeita.

Então, vou contar um causo onde Elvis esteve presente.

Em uma ocasião, durante um ano mais precisamente, fui advogada em um órgão público cujo diretor era um político medíocre e estúpido. Nem quero lembrar-me dele para não estragar meu dia. O atendimento era feito aos pobres em ações simples para agilizar e não ir para a Defensoria Pública do Estado.
Ao chegar a  ficha de um senhor para atendimento, verifiquei que a data de nascimento dele era 08 de janeiro de 1935. Logo vi que a data era familiar para mim, eu a conhecia muito bem.

Quando o senhorzinho entrou, pequeno, cabelos brancos e aparência simplinha, envelhecida nos seus setenta anos de vida de  trabalho operário, olhei para ele pensando que Elvis, se vivo, poderia estar assim. ( Capaz!!!!! )

Depois das boas vindas e de ele sentar-se mas antes dele dizer-me o motivo de procurar um advogado, perguntei a ele:

- O Senhor sabe quem é Elvis Presley ?
Ele respondeu:
-Sei. É o Rei do Rock. Gosto muito dele.
- O senhor sabe qual o dia em que ele nasceu?
-Não. Qual?
Eu disse:
- No mesmo dia que o senhor, 8 de janeiro de 1935...

Ele bateu palmas e riu satisfeito e comemoramos a coincidência. Ele disse:
- E, eu sem saber disso a minha vida toda! Nasci no mesmo dia do Rei.

Depois, quando ele retornou para outra entrevista, apresentou-se para a recepcionista, que mandou ele esperar. E, ele falou para a moça:
- Não, diga para doutora que Elvis Presley está aqui.

A recepcionista abre a porta do meu escritório e diz espantada:
- Tem um senhor, dizendo que é Elvis Presley e que não vai esperar.

E mais espantada ficou quando eu falei:
- Manda ele entrar logo.

E, daí para frente, entrava direto para falar comigo. O pessoal achou ótimo quando expliquei o motivo e entrou na onda.

Depois de encerrado o caso dele, com sucesso e rápido porque fiz acordo, ele passou pela última vez, agradeceu e deu-me de presente um frango, que ele matou, do galinheiro da casa dele.

Assim, a vida tem alegrias e retornos quando  temos paixão por ela.
A senha do meu celular é o ano de nascimento de Elvis.

Para quem gostava de viver :
-  Feliz aniversário, Elvis !

Nenhum comentário: