terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Embaixadinhas do poder

                            
Ex presidente da república não deve dar pitaco em nada depois que se aposenta. Vai cuidar dos aduladores, do séquito dos oportunistas que ainda sobraram para tecer loas ao que se foi. Que se escondam na páginas dos livros de história ou nas biografias dos espertinhos que ganham dinheiro, falando da vida alheia sem pagar um tostão furado de direito autoral.

Mas, o pior, é um homem que tinha certeza, postura e afirmação de ser o Xerife do Mundo, tão populista que usou a família para desviar as boas graças do povo, enquanto espionava os países subdesenvolvidos e jogava bomba nas arábias. Sem o eterno sorriso amarrado na cara, o camarada lidera por trás a volta do partido dele, perdedor, ao poder. Se não importava-se com a desgraça do mundo desde que fosse seu protetor e verdugo, agora trama a queda do presidente atual , doa a quem doer.

Os paisecos sul americanos, debochados com emblemáticas embaixadinhas de futebol na Bahia/BR, serviram de modelo para a arte de bagunçar com a política para levar vantagem.

Nenhum comentário: