sábado, 7 de janeiro de 2017

Os apátridas

                                

Os professores de Direito, oráculos da jurisdicidade, estão na mídia e ensinam a torto e a direito, que a indenização aos bandidos do AM esta prevista na Constituição Federal.

Bons tempos eram aqueles em que estudar era ler livros de quem tinha mérito e não achistas da internet. Bons tempos eram aqueles em que as estantes dos advogados estavam cheias de livros escritos por filósofos do Direito. Bons tempos eram aqueles em que um advogado defendia sua tese, baseada em estudos e mudava uma jurisprudência ultrapassada. Bons tempos eram aqueles em que prevalecia a inteligência desenvolvida a custas da queima das pestanas e não de meia dúzia de papagaios, repetindo teorias do achismo.

Não é verdade que a lei manda indenizar bandido preso e morto em brigas de gangs na cadeia. A lei protege o preso que morre em erro do estado onde faltou controle. E, briga de gang é incontrolável. Pode ser comparado a caso fortuito, tragédias da natureza onde não há controle.
Defender a tese que uma facção criminosa, brigando  entre si, tem direito a indenização mostra o nível jurídico do país.
Indenização cabe quando o preso morre em fato controlável e o que houve não há controle. É como um terremoto, sabe-se que pode acontecer mas não pode ser controlado.


Para defender bandido, jurista dá  nó em pingo d' água mas , na hipótese de levar unzinho a cambada mergulha!

Raça de apátridas!!!

Nenhum comentário: